A imprensa lagoense antiga editada neste concelho ajuda-nos a entender a evolução urbana das suas vilas e freguesias ao longo dos tempos. Hoje daremos disso conta através de notícias divulgadas em 1904 pelo antigo jornal “O Lagoense” e em particular de variada actividade social privada ou camarária relacionada com Água de Pau.

  Da Nossa Carteira

– Em vilegiatura (veraneio), seguem hoje para Agua de Pau os Srs. António Jacinto da Silva e Victorino d´Oliveira Martins. Para a Caloura o Sr. Carlos d´Arruda Quental. Para a Galera irá quarta-feira o Sr. Guilherme Gouveia Fragoso, para as Furnas o Sr. Francisco D´Amaral Almeida.

– Hoje é a popular romaria á Caloura, lugar de Agua de Pau, havendo ali festa a Nossa Senhora das Dores, na ermida do mesmo nome.

In Jornal O Lagoense. Páginas 2. Número 31, Ano I (31 de Julho de 1904). Lagoa – Açores

OFFICIAL

Camara Municipal da Vila da Lagoa

Sessão de 10 de Setembro de 1904

(…) Informou o Sr. Presidente que o Procurador encarregado dos negócios do Exmo. Sr. Marquez de Jácome Corrêa, em Agua de Pau, o procurar em um dos dias d´esta semana para lhe participar que aquele Exmo. Titular da sua propriedade cedia, gratuitamente á Camara, o terreno pedido para restabelecer o transito na estrada denominada Caminho da Lomba d´Agua de Pau. A Camara encarregou a Presidência de agradecer aquele Ilustre Titular a sua tão importante e útil oferta, anuindo generosamente ao pedido que esta mesma Camara lhe fizera; e finalmente encarregou o Sr. Vereador Araújo de mandar fazer os serviços necessários, para que em breve fique aquela estrada em condições de serventia.(…)

O Secretario da Camara – João Baptista Ferreira

In Jornal O Lagoense. Páginas 3 e 4. Número 37, Ano I (18 de Setembro de 1904). Lagoa – Açores

EDITAL

A Camara Municipal do Concelho da Lagoa:

Faz saber que não se tendo realizado no dia 11 do corrente mês a arrematação dos impostos que dizem respeito ao lugar d´Agua de Pau, abaixo mencionados, sairão novamente á praça, em frente da casa da extinta Camara daquela localidade, no dia 26 do mesmo mês, pelas 10 horas da manhã, com abatimento da quinta parte do preço da última arrematação: O imposto indirecto de 11 rs. em quilograma de carne de vaca ou porco. 9 rs. em quilograma de carne de carneiro e 4 rs. em quilograma de carne de cabra que se abater para consumo publico d´Agua de Pau……..80$000

O imposto indirecto de 200 rs. em cada cabeça de vaca ou boi, que se abater no matadouro de Agua de Pau, para consumo publico. 100 rs. em cada vitela, – 130 rs. em cada porco, – 60 rs. em cada carneiro e 50 rs. em cada cabra………..16&000

Taxas pela ocupação das tilhas no mercado de peixe d´Agua de Pau…..72$100.

Para geral conhecimento se passou o presente e idênticos para serem afixados nos lugares do estilo e publicados pela imprensa.

Vila da Lagoa, 17 de Dezembro de 1904. Eu, João Baptista Ferreira, secretário da Camara, o subscrevi.

O presidente da Camara – Clemente António de Vasconcellos.

 

EDITAL

A Camara Municipal do Concelho da Lagoa:

Faz saber que no dia 26 do corrente mês, pelas onze horas da manhã, em frente da casa da extinta Camara do lugar d´Agua de Pau, sairá á praça, em partes, para serem arrematados por quem mais der do preço que for anunciado no acto da praça, os materiais que pertenciam ás casas expropriadas e demolidas, para o alargamento da rua do Barracão, daquela Localidade, que constam de traves, barrotagem, tabuado, telha, pedra de cantaria e alvenaria que sobejar das respectivas obras.

Para constar se passou o presente e idênticos para serem afixados nos lugares do estilo e publicados pela imprensa.

Vila da Lagoa, 17 de Dezembro de 1904. Eu João Baptista Ferreira, secretario da Camara, o subscrevi.

O Presidente da Camara – Clemente António de Vasconcellos. 

In Jornal O Lagoense. Páginas 2 e 3. Número 50, Ano I (25 de Dezembro de 1904). Lagoa – Açores  

Por: RoberTo MedeirOs
(Artigo publicado na edição impressa de abril de 2017)

Share