1952

O Secretário Regional da Saúde reuniu, em Lisboa, com o Sindicato Independente dos Médicos e com o Sindicato dos Médicos da Zona Sul, num encontro que serviu “para clarificar” os pontos da Portaria que os médicos colocavam em causa, relativamente às deslocações às ilhas.

No acordo estabelecido ficou entendido que seria clarificado, por parte da Secretaria Regional, que “não há qualquer obrigatoriedade” nas deslocações de especialistas, que são sempre realizadas, tal como já estava definido na anterior Portaria, “com o consentimento do médico”.

Na reunião foram também abordadas questões relacionadas com o trabalho dos médicos de Medicina Geral e Familiar e com o trabalho extraordinário nos serviços de Urgência.

“Houve um acordo de princípio”, salientou Luís Cabral, acrescentando que “os sindicatos ficaram de fazer um levantamento dos pontos específicos relativamente a estas matérias para serem discutidos posteriormente”.

DL/GaCS

Share