Rodrigo-Oliveira-Governo-Renda-de-Brio-Açores-Brasil-artesanato

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas salientou hoje, na Ribeira Grande, a “importância do contributo das comunidades açorianas para os Açores de hoje”, mesmo daquelas que estão mais longe, no espaço e no tempo, como as comunidades do sul do Brasil.

Rodrigo Oliveira, que falava à margem de uma visita ao curso de formação denominado ‘Renda de Bilro: de Santa Catarina aos Açores’, defendeu que esta iniciativa do Governo Regional contribui para “transmitir um espírito de empreendedorismo pelo contributo que a técnica de renda de bilro pode trazer para o turismo e para a criação de empresas familiares ou cooperativas no âmbito do artesanato”.

O curso de renda de bilro, promovido pela Direção Regional das Comunidades, em parceria com a Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional e o Centro Regional de Apoio ao Artesanato, permite a “criação e proliferação de iniciativas empreendedoras nesta área, com vista ao combate ao desemprego e ao incremento da oferta de produtos tradicionais”, referiu o Subsecretário Regional.

Para Rodrigo Oliveira, esta formação, ministrada por formadoras da Casa dos Açores da Ilha de Santa Catarina, tem também em conta a necessidade de resgatar o rico legado cultural açoriano existente no sul do Brasil e contribuir para a sua divulgação, considerando que esta iniciativa permite “estimular e reforçar as relações entre a Região e o Brasil”.

Segundo o Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas, esta iniciativa dá às formandas “uma mais-valia que conjuga tradição com modernidade e a nossa Açorianidade com os tempos de hoje”, além de contribuir para “promover conhecimentos sobre a cultura e a história” dos Açores.

A renda de bilro surgiu na ilha de Santa Catarina por influência dos primeiros emigrantes açorianos, em meados do século XVIII. Passados mais de dois séculos e meio, os descendentes destes emigrantes cultivam as suas origens e traços culturais, sendo Florianópolis o município que atualmente possui a maior concentração de rendeiras do sul do Brasil e onde a renda de bilro é tida como o legado cultural mais representativo com origem nos Açores.

DL/Gacs

Share