Neto-Viveiros-lavoura-Jorge-Rita-Prorural

O Secretário Regional dos Recursos Naturais destacou  o contributo dado por todas as organizações do setor para a elaboração do próximo Programa de Desenvolvimento Rural, na sequência do processo de auscultação desenvolvido pelo Governo dos Açores nos últimos meses. 

“O documento inicial tinha uma configuração diferente”, afirmou Luís Neto Viveiros, acrescentando que “foi da consideração de inúmeros contributos que conseguimos melhorar o documento que agora irá para Bruxelas e que será o guião, digamos assim, para os investimentos” nos próximos anos. 

O Secretário Regional destacou a presença de dezenas de agricultores, muitos dos quais jovens, na sessão de esclarecimento sobre o PRORURAL+, aproveitando a ocasião para desafiar os empresários a aproveitarem o novo período comunitário de programação financeira para a Agricultura para investirem na competitividade. 

Para Luís Neto Viveiros, a modernização “cada vez mais e agora mais do que nunca” tem que ser feita com base no “aumento de competitividade”, permitindo “que todos consigam produzir mais e produzir melhor” e a “custos mais reduzidos”. 

O Secretário Regional congratulou-se com a manutenção do envelope financeiro para o Programa de Desenvolvimento Rural dos Açores, salientando que, embora essa situação por si não deva ser suficiente para contentar, porque se pretende conseguir sempre mais, deve ser tido em conta “o cenário em que isto foi conseguido, num espaço europeu em que todos os Estados membros tiveram reduções significativas nos seus orçamentos, incluindo o nosso país”. 

Luís Neto Viveiros realçou ainda os investimentos realizados até à data para preparar a Região para enfrentar novos desafios, “não só nas infraestruturas agrícolas, mas também, e muito meritoriamente, com o esforço de todos os agricultores, que têm demonstrado, em todo o momento, um nível de investimento e de iniciativa invejável”.

DL/GaCS