A dupla Luis Miguel Rego e Nuno Silva, em Ford Fiesta R5, terminaram o Azores Airlines Rallye 2017 na 12ª posição à geral, mas em primeiro no Campeonato dos Açores de Ralis.

Em declarações ao Jornal Diário da Lagoa o piloto açoriano disse estar satisfeito com o resultado, conseguindo assim o máximo de pontos para o campeonato dos Açores. Um rali muito duro, de sofrimento e de clara sobrevivência.

“Tentávamos ser mais rápidos e o carro não nos permitiu, é frustante”, adiantou Luis Miguel Rego.

O piloto lamentou ainda a desistência de Ricardo Moura, mas destacou o fato do Team Alem Mar ter conseguido mais uma vitória, mantendo-se assim na frente do campeonato.

Rego destacou ainda o apoio do público que foi visível ao longo de todo o rali.

Na segunda posição para o Campeonato de Ralis dos Açores ficou a dupla Ruben e Estêvão Rodrigues, na estreia do Citroen DS3 R5. Ruben Rodrigues fez igualmente um balanço positivo do rali apesar dos contratempos que surgiram ao longo dos três dias de prova.

Na terceira posição para o Campeonato dos Açores ficou a dupla Luis Pimental e Bruno Pimental, ao volante de um Mitsubishi Lancer Evo IX. Para o piloto terceirense este foi um rali muito difícil.

Luis Pimentel regressou em grande, vencendo o ERC2 do europeu e foi terceiro entre os açorianos, algo que não esperava, mas que, segundo disse, pode acontecer em ralis como é o Azores Airlines Rallye.

DL