JoaoPonte-Lagoa

Foram cinco os tiros que danificaram o portão da quinta do presidente da Câmara Municipal de Lagoa, na freguesia do Rosário, no qual foram escritas  palavras de ameaça a João Ponte: “aviso”, “morte” e “cuidado”.

Segundo escreve, esta sexta-feira, o jornal Açoriano Oriental, a situação terá acontecido a altas horas de madrugada numa zona perto da Rotunda da Guia, sendo que o alerta foi dado de manhã por um vizinho à Polícia de Segurança Pública e esta depois encaminhou o caso para a Polícia Judiciária .

Segundo o mesmo jornal, o autor dos disparos, terá arrombado também, na mesma zona, o portão da propriedade de um familiar do autarca.

O caso já está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Já esta manhã, o presidente da autarquia lagoense, através da sua página da rede social facebook, confirmou os factos, e diz continuar a trabalhar normalmente no desenvolvimento do seu concelho.

“Vou continuar a abrir a porta da minha casa como sempre o fiz e como fiz esta manhã quando um munícipe me bateu à porta a pedir emprego”, escreve.

DL/AO