A Secretária Regional da Solidariedade Social defendeu esta quarta-feira, dia 14 de junho, em Santa Cruz da Graciosa, que o investimento do Governo dos Açores na recuperação de habitação degradada é também um importante estímulo demográfico, constituindo um “aspeto essencial e determinante no domínio da coesão social e territorial”.

“Há duas vertentes que são essenciais, por um lado garantir às famílias as condições de segurança e salubridade nas suas habitações e, por outro, garantir que o parque habitacional de cada uma das ilhas da Região é recuperado e mantido”, frisou Andreia Cardoso.

A titular da pasta da Solidariedade Social, que falava à margem de uma cerimónia de autorização de apoios à recuperação de habitação degradada, salientou ainda que os apoios concedidos para reabilitação e construção de habitação, além do impacto que têm nas famílias, são um importante contributo para as empresas locais de construção, defendendo que o recurso a empresas regionais devidamente coletadas, que paguem os seus impostos e criem postos de trabalho, é uma medida gerador de riqueza.

DL/Gacs

Share