Foi ontem, dia 1 de setembro, pelas 21h00, na Igreja do Convento dos Franciscanos, que decorreu o II sarau literário “O derreter das vozes”, organizado pela recém-criada Associação Jovem Lagoense – AJL-, em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Lagoa.

O evento contou com mais de quatro dezenas de pessoas, desde crianças a adultos, sendo que, algumas delas, acabaram por declamar alguns poemas que tinham em sua posse: declamou-se Avelina Ferreira, Miguel Torga, Tito Fontes, Manuel Alegre e Regina Figueiredo.

Sempre num ambiente informal, tranquilo e agradável, seguiu-se, após cada poema, a tertúlia: sobre se as palavras são mais luz ou se mais sombra; sobre a graciosidade da natureza; sobre a essência da poesia; sobre o que é a poesia, sobre a mulher, entre outros assuntos de grande importância e pertinência.

Segundo o presidente da Associação Jovem Lagoense – AJL-, Júlio Tavares Oliveira, “o evento foi, no entender das pessoas que estiveram presentes no sarau, um verdadeiro sucesso”, sendo que “para isso, muito contribuiu, também, o acompanhamento musical dos artistas João Ponte e Cármen Subica que, juntos, musicaram alguns poemas”.

De acordo com o líder da mais jovem associação juvenil do concelho de Lagoa, o objetivo da associação será sempre o de “dar mais à Lagoa: o de dar com cultura, o de envolver os jovens em causas solidárias e o de estreitar, construtivamente, laços com os estudantes do concelho”.

Está previsto novo sarau, um III sarau literário “O derreter das vozes”, novamente organizado pela AJL, em data ainda a anunciar.

DL

Share