A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, através da Direção Regional dos Serviços Florestais, vai promover, na próxima semana, nas ilhas das Flores e de São Miguel sessões de esclarecimento sobre a Doença Hemorrágica Viral (DVH) nos coelhos-bravos.

Estas sessões terão como principal objetivo apresentar informações e esclarecimentos sobre a forma como os coelhos bravos nos Açores estão a reagir à DHV e como se deverá proceder na gestão das populações afetadas, por forma a garantir a continuação da exploração da caça no arquipélago de “forma continuada e equilibrada”.

No dia 20 de junho decorre, na ilha das Flores, a primeira sessão, subordinada ao tema “Monitorização da DHV2 nas populações de coelho-bravo nos Açores”, pelas 20:00, no Auditório da Câmara Municipal de Santa Cruz.

O mesmo evento decorrerá a 22 de junho, na ilha de São Miguel, pelas 20:00, no Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), com a presença do Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte.

Nas duas sessões públicas caberá ao Professor Doutor Pedro Esteves, investigador do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto falar sobre a Doença Viral Hemorrágica dos coelhos, a sua origem, transmissão, evolução e situação nos Açores.

Por seu turno, o Professor Doutor David Gonçalves, investigador no mesmo Centro de investigação, abordará a problemática da monitorização das populações de coelhos-bravos e a avaliação dos efeitos da doença hemorrágica

Pela Direção Regional dos Serviços Florestais intervirá o Engenheiro Manuel Leitão, cuja comunicação será dedicada às flutuações na abundância das populações de coelho-bravo nas diferentes ilhas.

Como forma de possibilitar a pessoas de outras ilhas a participação, a sessão da ilha de São Miguel será transmitida integralmente on-line, através da página da Direção Regional dos Serviços Florestais: http://drrf.azores.gov.pt/areas/cinegetica.

DL/Gacs

Share