Guarda-Florestal-Govcerno-Açores

O 18.º Dia Regional do Guarda Florestal foi assinalado nos Açores com diversas iniciativas e a realização de ações de formação relacionadas com as funções que os guardas florestais desempenham no âmbito da proteção do património florestal e ambiental. 

As comemorações, além de convívios e celebrações eucarísticas em várias ilhas, incluíram a realização de ações de formação direcionadas para a condução todo-o-terreno, tiro e formação no Centro de Sementes do Viveiro de Espécies Autóctones. 

O Corpo de Guardas Florestais da Direção Regional dos Recursos Florestais, tutelada pela Secretaria Regional dos Recursos Naturais, assume um inestimável papel na proteção e desenvolvimento dos recursos florestais, nomeadamente o acompanhamento e a fiscalização de processos de exploração, transformação de culturas e instalação de povoamentos florestais, tanto em áreas públicas como em áreas privadas, assim como na gestão e manutenção das Reservas Florestais de Recreio da Região. 

A produção de plantas em viveiro, o acompanhamento dos trabalhos de construção, beneficiação e conservação de caminhos florestais e rurais e a execução de trabalhos de recuperação de pastagens baldias, além da sua manutenção e tratamento, fazem ainda parte das funções dos Guardas Florestais dos Açores. 

Paralelamente, têm também competências na gestão dos recursos cinegéticos e piscícolas e na respetiva fiscalização da caça e da pesca nas lagoas e ribeiras, assim como na realização de censos. 

O Governo dos Açores instituiu o Dia Regional do Guarda Florestal em 1997 como reconhecimento público pela importância do papel desempenhado há mais de 50 anos por estes profissionais na valorização e utilização racional dos recursos florestais e naturais do arquipélago.

DL/Gacs

Share