(c) direitos reservados
(c) direitos reservados

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) promove a 5 e 6 de Abril o IX Censo de Milhafres, uma iniciativa que pretende envolver os cidadãos num projeto que promove o aumento do conhecimento sobre esta espécie de ave de rapina.

O Censo de Milhafres é uma iniciativa de Citizen Science, coordenada anualmente pela SPEA desde de 2006 e que ocorre simultaneamente nos arquipélagos dos Açores e Madeira.

Em termos científicos, tanto o milhafre no arquipélago dos Açores (Buteo buteo rothschildi) como a manta encontrada na Madeira (Buteo buteo harterti) são duas subespécies de uma ave que ocorre no território continental conhecida como águia-de-asa-redonda (Buteo buteo).

Nos Açores, este censo propõe a participação dos cidadãos num projeto que visa a obtenção de mais dados sobre as populações de milhafres ai existentes permitindo obter informações que de outra forma seriam impossíveis.

Os milhafres, com uma envergadura entre 110 e 130 centímetros, podem ser observados sozinhos ou em grupo, a voar, pairar, pousados no solo ou em cima de muros ou postes bastando apenas saber identificar um milhafre para poder participar nesta iniciativa.

Já na sua 9ª edição, este censo contou com 707 voluntários, tendo permitido avistar 3748 aves nos Açores, em 418 percursos realizados, sendo que estão estimados cerca de 1015 milhafres neste arquipélago.

Este ano, a SPEA volta lançar o apelo à participação neste censo que irá decorrer nos dias 5 e 6 de Abril. Para participar basta efetuar a sua inscrição através do email acores@spea.pt ou através do número de telefone 918536123.

DL