SOFIA-RIBEIRO-EUROPEIAS-MAR2014-900x578
O presidente do PSD/Açores considerou “um momento histórico” a colocação em terceiro lugar, na lista nacional da “Aliança Portugal” ao Parlamento Europeu, da candidata indicada pelos sociais democratas açorianos, Sofia Ribeiro.
 
Para Duarte Freitas, tratou-se “do reconhecimento, pelo partido a nível nacional, do trabalho de renovação e de abertura à sociedade civil que tem vindo a ser protagonizado pelo PSD/Açores”.
 
Segundo o líder do PSD/Açores, “o partido tem vindo, desde o congresso, a operar uma profunda renovação e esta candidatura é mais um sinal dessa renovação e de como o PSD/Açores se apresenta aos açorianos como uma verdadeira alternativa a um governo socialista que tem demonstrado falta de capacidade para mudar”.
 
Segundo Duarte Freitas, “a renovação não começa nem se esgota nas eleições ao Parlamento Europeu. O PSD/Açores defendeu e aprovou no congresso nacional do partido uma moção de defesa da Autonomia e de compromisso com a redução do diferencial fiscal, está já em funcionamento o conselho de independentes e estão a ser desenvolvidas diversas outras atividades que vão continuar a demonstrar essa renovação”.
 
Por seu lado, Sofia Ribeiro explicou que a sua candidatura tem como objetivo principal “contribuir para construir melhores condições para o povo açoriano”.
 
Para Sofia Ribeiro, que se candidata como independente, “este é um desafio tremendo”. “Será com certeza uma adaptação difícil, mas também constitui um desafio muito grande e que me estimula para um trabalho acrescido em defesa dos Açores e das grandes questões que se colocam à nossa Região”.
 
Sofia Ribeiro candidata-se ao Parlamento Europeu como independente. Licenciada em Matemática pela Universidade dos Açores, desempenhava atualmente as funções de presidente do Sindicato Democrático dos Professores dos Açores e de vice-presidente da UGT/Açores.
DL/PSD-A