Governo dos Açores vai investir mais de 5 ME na requalificação e proteção das linhas de água

Neto-Viveiros-João-Ponte-obra-requalificação-ribeiras

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente revelou, na Lagoa, em São Miguel, que o Governo dos Açores triplicou o investimento público na requalificação e proteção das linhas de águas em toda a Região, tendo inscrito mais de cinco milhões de euros no Plano para 2015. 

Luís Neto Viveiros, que falava na inauguração da empreitada de reperfilamento do leito e estabilização dos taludes marginais da ribeira do Cabo da Vila, frisou que, desde 2012, as dotações orçamentais “cresceram de cerca de 1,7 milhões de euros para cerca de 5,3 milhões de euros no próximo ano e, desse valor, quatro milhões de euros são para obras desta natureza”. 

Para o Secretário Regional, trata-se de um reforço “substancial” de verbas, que reflete uma “preocupação” e “atenção especial” com a segurança de pessoas e bens. 

Além das ações constantes de limpeza e manutenção realizadas pelos serviços operativos, em 2015 vão ser executadas ou concluídas, em São Miguel, as obras de reperfilamento do leito da Ribeira Quente, no concelho da Povoação, de intervenção na Grota da Areia, no Pilar da Bretanha, concelho de Ponta Delgada, e de construção da Bacia de Retenção na Ribeira da Santa Bárbara, no concelho da Ribeira Grande. 

Nas Flores, vai ser executada a empreitada de Requalificação da Fajãzinha, incluindo o desvio das águas pluviais oriundas da encosta sobrejacente à estrada regional. 

As obras de desvio de caudais e reperfilamento do leito de ribeira na freguesia da Prainha, na ilha do Pico, e de reperfilamento do leito e redimensionamento de passagens hidráulicas na Ribeira da Beira, em São Jorge, vão também ser executadas no próximo ano. 

Na ilha Terceira, o Governo dos Açores vai realizar as obras de requalificação da Grota de Francisco Vieira, no Raminho, de reperfilamento do leito e redimensionamento de passagem hidráulica na Grota da Chouriça, na freguesia da Ribeirinha, e dará início à empreitada de requalificação da ribeira de São Bento, em Angra do Heroísmo. 

Luís Neto Viveiros salientou que a obra hoje inaugurada e as que estão em curso ou vão ser iniciadas, “inserem-se num plano estratégico que o Governo definiu” e que pretende, após identificação dos casos mais prioritários, “encontrar soluções adequadas para que, no futuro, fique salvaguardada a segurança das pessoas e dos bens”. 

A intervenção realizada na ribeira do Cabo da Vila, na Lagoa, orçada em cerca de 300 mil euros, foi decidida em consequência dos efeitos do mau tempo que, em 2013, provocou danos nas margens e no leito, afetando a estabilidade de casas e quintais. 

Com esta obra, garante-se um adequado escoamento das águas pluviais, definindo a largura do leito da ribeira para cerca de três metros em toda a sua extensão e assegurando a consolidação de ambas as margens com muros de contenção.

DL/Gacs

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*