Desenvolvimento do desporto nos Açores é uma “tarefa coletiva”

Avelino-Menezes-UAc-I-Jornadas-Historia-Local-Lagoa-

O Secretário Regional da Educação e Cultura defendeu que o desenvolvimento do desporto é uma “tarefa coletiva”, salientando que uma parte dessa tarefa pertence aos atletas e outra, “não propriamente a menor”, pertence aos familiares, amigos, técnicos e dirigentes.

Avelino Meneses, que falava na sessão de atribuição de prémios a atletas jorgenses no âmbito da XIII Gala do Desporto Açoriano, destacou o peso dos apoios do Governo no contributo para o desenvolvimento do desporto, que considerou serem “muito significativos mesmo no contexto nacional”.

O Secretário Regional recordou que, entre 1995 e 2014, o investimento governamental na área do desporto passou de cerca de 272 mil euros para mais de 1,5 milhões, salientando que este investimento garantiu um “futuro auspicioso” para o desporto açoriano, escorado no facto de os escalões de formação “corresponderem a mais de três quartos do total de atletas federados” e na participação feminina, que “duplicou” desde 1995.

Para Avelino Meneses, o desporto nos Açores “é uma atividade de todos e para todos, que não exclui a competição que, naturalmente, possui por objetivo a obtenção da excelência”.

Neste âmbito também se enquadra a criação de clubes desportivos escolares, o programa Açores Ativos, que dispensa o enquadramento competitivo formal e oficial, e a inclusão de cidadãos deficientes que, no entanto, “aguardam por mais oportunidades, por mais igualdade”.

Nesta cerimónia da XIII Gala do Desporto Açoriano foram distinguidos seis judocas pelos resultados e classificações nacionais e participações internacionais e nas seleções nacionais.

DL/Gacs

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*