Frederico Morais, Vasco Ribeiro e José Ferreira avançam para a segunda fase

Ferreira0083azores14poullenot

Começou ontem o SATA Azores Pro presented by Sumol 2014, a quarta etapa Prime do circuito mundial de surf de qualificação. Com ondas muito boas, de 1.5m a 2m, na Praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande, o primeiro dia de prova teve início cerca das 7h30m e viu a conclusão de toda a primeira fase, já passava das 20h. 

Dos sete surfistas portugueses que participaram neste primeiro round, três seguiram em frente, com prestações dignas de destaque. Frederico Morais classificou-se em segundo lugar na quarta bateria do dia, atrás do seu colega de equipa australiano Jack Freestone, bi-campeão mundial júnior, deixando para trás o brasileiro residente em Portugal Pedro Henrique, também ele um ex-campeão mundial júnior. 

Na décima bateria da primeira fase, o wildcard Vasco Ribeiro, líder do circuito europeu júnior e nacional open, teve uma prestação brilhante, mostrando muito surf e uma enorme vontade de vencer, conquistando a vitória no heat, com o terceiro melhor score combinado do dia, 16.34 pontos em 20 possíveis. Vasco deixou o actual líder do ranking mundial de qualificação, o australiano Matt Banting, na segunda posição, eliminando da prova o porto-riquenho Brian Toth e o brasileiro Krystian Kimerson.  

Já perto do final do dia, José Ferreira, também wildcard nesta prova, venceu a vigésima bateria da primeira fase, à frente dos norte-americanos Nathan Yeomans e Dillon Perillo, bem como do brasileiro Alejo Muniz, membro da elite mundial do circuito WCT. 

Os outros quatro portugueses em prova neste primeiro dia – Tiago Pires, Manuel Morgado, Marlon Lipke e Nicolau Von Rupp – infelizmente não avançaram para a segunda fase, embora Marlon e Nicolau tivessem ficado muito perto de o conseguir.

Num dia de algumas surpresas, Tiago Pires não foi o único top mundial a perder de primeira aqui no SATA Azores Pro presented by Sumol 2014, batido pelo jovem italiano Leonardo Fioravanti, de 16 anos, vencedor da última etapa deste circuito, na Galiza e pelo havaiano Mason Ho. 

Além de “Saca” e do já citado Alejo Muniz, também Miguel Pupo, Dion Atkinson e Adam Melling (finalista aqui em 2013) não conseguiram impor o seu estatuto nas ondas açorianas, talvez fruto do cansaço e das muitas horas de viagem que fizeram recentemente desde o Tahiti, onde decorreu a última etapa do circuito WCT e S. Miguel. 

Destaque ainda, neste primeiro dia de surf incrível, para os surfistas brasileiros Willian Cardoso (vencedor da primeira edição desta prova), Caio Ibelli e Ítalo Ferreira, autores de algumas das maiores pontuações do dia. Ítalo conseguiu a melhor onda e o maior score combinados até agora, respectivamente 9.67 e 17.44 em 10 e 20 pontos possíveis, batendo o francês Jeremy Flores e eliminando os havaianos Torrey Meister e Dusty Payne.

Amanhã o SATA Azores Pro presented by Sumol 2014, volta a ter início às 7h, na praia de Santa Bárbara, com a segunda e terceira fases previstas para serem realizadas ao longo de mais um dia intenso de competição. 

DL/Purofeeling

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*