Vasco Cordeiro afirma que os Açores são “uma terra de oportunidades” que os emigrantes das segundas e terceiras gerações devem conhecer

vasco-Cordeiro-EUA

O Presidente do Governo afirmou, em Tulare, na Califórnia, que os Açores são uma “terra de oportunidades”, desafiando os açor-descendentes de segunda e terceira geração a descobrir um arquipélago que apenas conhecem do que lhes foi transmitido pelos seus pais e avós. 

Vasco Cordeiro, que falava quinta-feira num encontro com a comunidade açoriana residente em Tulare, que reuniu cerca de meio milhar de pessoas. 

Para o Presidente do Governo, “há condições para fortalecer a relação” entre a Região e as suas comunidades emigradas, frisando que os Açores são atualmente “uma terra de oportunidades”, nomeadamente nos domínios emergentes da exploração do mar e das ciências ligadas ao mar, no desenvolvimento do setor turístico, mas também fruto da sua posição geoestratégica, que faz do arquipélago “uma porta de entrada na Europa”. 

Por essa razão, afirmou que, “sob o pretexto de conhecer as suas raízes, as segundas e terceiras gerações podem conhecer uma Região moderna, que se orgulha do trabalho feito e conta com as comunidades emigradas para continuar essa tarefa”. 

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro destacou o papel desempenhado pelo congressista norte-americano de ascendência açoriana Devin Nunes, natural desta região da Califórnia, naquela que considera ser uma “coligação de amigos dos Açores”.

“Esta coligação tem tido uma importância fundamental para que se demonstre a todos os que no Congresso dos EUA valorizam a relação com Portugal e com os Açores que essa relação se mantém, se fortalece e tem condições para frutificar no futuro”, afirmou, numa referência à ação de Devin Nunes, mas também de outros congressistas eleitos pela Califórnia, como David Valadão e Jim Costa, no processo da Base das Lajes.

“O Governo dos Açores tem um grande orgulho nas suas comunidades emigradas”, salientou Vasco Cordeiro, acrescentando que a visita que está a realizar à Califórnia pretende “honrar” as comunidades de açorianos e açor-descendentes que residem neste estado norte-americano.

DL/GaCs

Categorias: Comunidades

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*