Governo dos Açores cria equipa de mediadores escolares

Manuais -escolares@direitos-reservados

O Governo dos Açores constituiu, a título de experiência pedagógica, uma equipa de oito mediadores escolares, que vai funcionar a partir do ano letivo 2014/2015. 

Esta equipa, de acordo com um despacho do Secretário Regional da Educação e Cultura hoje publicado em Jornal Oficial, vai “implementar e desenvolver”, nas unidades orgânicas do sistema educativo regional onde os mediadores exercem funções letivas, o projeto baseado na metodologia EPIS – Mediadores para o Sucesso Escolar.

“Com o alargamento da escolaridade obrigatória, torna-se imperioso combater o insucesso escolar”, refere o despacho assinado por Avelino Meneses, acrescentando que uma “das metodologias a implementar junto dos alunos sinalizados como estando em risco deve assentar na mediação e na capacitação das competências não cognitivas dos jovens”. 

“Orientada para uma intervenção de ciclo, a mediação em contexto escolar envolve o aluno, a família, os professores e a comunidade”, salienta o documento. 

O Governo dos Açores, com mais esta medida, que irá funcionar no próximo ano letivo nas ilhas de S. Miguel e da Terceira, promove “o combate ao insucesso escolar” e uma “aprendizagem efetiva no 3.º Ciclo do Ensino Básico”. 

Os mediadores escolares agora designados vão trabalhar nas escolas básicas integradas dos Arrifes, das Capelas e de Rabo de Peixe, em São Miguel, da Praia da Vitória e de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, e nas escolas secundárias das Laranjeiras e da Lagoa, na ilha de São Miguel, e Jerónimo Emiliano de Andrade, na ilha Terceira.

DL/GaCS

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*