Paulo Teves desafia jovens lusodescendentes a conhecer a realidade sociocultural dos Açores

Paulo-Teves-comunidades-Açores-jovens

O Diretor Regional das Comunidades lançou, na Horta, um desafio aos jovens lusodescendentes para que aprofundem o conhecimento da realidade sociocultural dos Açores, através de uma “maior participação ativa nas suas comunidades e na concretização de projetos que potenciem o relacionamento da diáspora com os Açores”.

Paulo Teves, que falava na receção a um grupo de jovens lusodescendentes residentes nos Estados Unidos da América, que se encontram de visita aos Açores no âmbito do concurso ‘Açores: 9 Ilhas, 9 Histórias’, destacou a importância da realização de iniciativas ligadas ao fenómeno emigratório que, por um lado, promovam o conhecimento da história dos Açores e do seu povo e, por outro, destaquem a importância da comunidade açoriana residente naquele país.

Para a concretização deste objetivo foi delineado um programa pela Direção Regional das Comunidades que permitiu aos jovens Lauren Silva, Miguel Almeida, Soraya Mortagua, Alanis Guinada, Andrea Cerdeira e Daniella Pinho deslocar-se aos Açores entre 7 e 14 de julho, visitando as ilhas de S. Miguel, Faial e Pico.

Em São Miguel, deslocaram-se ao Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores, ao Centro de Monitorização e Investigação das Furnas, ao Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores, ao Museu Carlos Machado e à Caldeira Velha.

Na ilha do Faial, visitaram os Centros Ambientais do Parque Natural, o Aquário do Porto Pim, a Casa dos Dabney, a Caldeira e o Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, enquanto, na ilha do Pico, o programa da visita inclui a Casa da Montanha, o Centro de Visitantes da Gruta das Torres, o Centro de Interpretação da Paisagem da Cultura da Vinha e os museus dos Baleeiros, da Indústria Baleeira e do Vinho.

O concurso de trabalhos escolares ‘Açores: 9 Ilhas, 9 Histórias’, promovido pelo Governo dos Açores, em parceria com a Associação de Professores de Português dos Estados Unidos e Canadá (APPEUC) e a SATA Internacional, teve como destinatários os alunos inscritos nas escolas comunitárias portuguesas nos Estados Unidos e nas escolas secundárias do ensino oficial norte-americano que têm incluídos no seu currículo cursos de língua e cultura portuguesa.

A iniciativa visou promover e incentivar o estudo da língua portuguesa, através da apresentação de trabalhos, originais e escritos em língua portuguesa, sobre os Açores.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*