Diocese de Angra convida paróquias a celebrar o dia dos bens culturais da igreja

A Diocese de Angra vai associar-se no próximo dia 18 de outubro à comemoração do Dia Nacional dos Bens Culturais da Igreja e “convoca” todas as paróquias da Diocese a expor peças do seu espólio “procurando valorizar os aspetos que se relacionem com a história dessa peça e a devoção na paróquia” informa uma nota de imprensa do Serviço Diocesano dos Bens Culturais.

De acordo com a nota, as peças deverão ser colocadas em lugar de destaque, garantindo as condições de segurança adequadas, e acompanhadas de um descritor técnico e da informação relevante. E deverão ser expostas na Igreja paroquial, ou noutro lugar visitável, entre os dias 18 e 21 de Outubro.

A Diocese de Angra “é guardiã de um vasto espólio cultural, testemunho da religiosidade de um povo que ao longo de séculos o usa como expressão da sua devoção e do seu sentir”, sublinha ainda a nota.

“Os bens culturais da Igreja são, por isso, determinantes para a compreensão da história dos Açores e da sua cultura. O Património está ao serviço das comunidades, como elemento de ligação à espiritualidade, através do conhecimento e da estética, mas também como alicerce de identidade de uma comunidade viva, através de uma memória coletiva, como herança recebida e legado aos vindouros”, destaca.

O Dia Nacional dos Bens Culturais da Igreja, iniciativa assinalada, desde 2011, a 18 de Outubro (dia de S. Lucas, padroeiro dos artistas) visa promover a reflexão e a partilha do trabalho desenvolvido no contexto das dioceses portuguesas, mas também debater novas propostas de actuação, avaliar dificuldades e identificar os principais desafios com que se confrontam.

Nesse sentido, as comemorações deste dia pretendem alcançar um âmbito nacional, de modo a potenciar as oportunidades de partilha entre os diferentes serviços, bem como permitir uma maior visibilidade e sensibilização junto de um mais vasto leque de pessoas, dentro e fora do contexto eclesial, esclarece o secretariado Nacional dos Bens Culturais.

Neste ano de 2018, procurando adequar a iniciativa às principais orientações do Ano Europeu do Património Cultural, particularmente, nos domínios da diversidade cultural, coesão social e interculturalidade, propõe-se o tema «Diálogos com a Arte Cristã». Momento singular para a promoção do património eclesial junto da sociedade, na sua especificidade e realçando a missão e diversidade que o define, visa o cruzamento de experiências e a potenciação de sinergias, reforçando a cooperação e criando novas articulações entre as instituições envolvidas.

DL/IA

Categorias: Religião

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*