PSD vota contra imposto de Derrama na Lagoa

Na Reunião da Assembleia Municipal de Lagoa, realizada a 26 de setembro, o PSD Lagoa votou contra a proposta de lançamento do imposto de derrama, apresentada pelo partido socialista. Na base da decisão do PSD para votar contra o lançamento deste imposto, que incidirá sobre as empresas lagoenses para o ano de 2019, está a convicção de que a suspensão por um período considerável de 3 a 4 anos daquele imposto, poderá ser um importante contributo da autarquia para a fixação de novas empresas em todo o concelho e para facilitar o crescimento ou a sobrevivência das existentes, gerando e mantendo assim postos de trabalho.

Segundo uma nota de imprensa, enviada às redações, outra das razões apontadas pelos sociais-democratas para a suspensão deste imposto é que não deverá o município arrecadar receitas da generalidade das empresas, enquanto perdoa e desonera taxas e impostas, apenas àquelas que pretendem se instalar no Tecnopartque.

Na mesma reunião o PSD apresentou ainda um voto de repúdio por atos de vandalismo que foram levados a efeito contra eleitos locais nos últimos tempos incluindo a moradia da própria presidente de câmara.

Ainda segundo a mesma nota, foi apresentado também um voto de congratulação ao lagoense José Raimundo, presidente da Associação de Patinagem de São Miguel, pelo trabalho efetuado enquanto presidente daquela associação, por este ter conseguido trazer para São Miguel a realização do Campeonato Europeu de Patinagem Artística, que recentemente se realizou na Lagoa.

DL/PSDL

Categorias: Local, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*