17 alunos integram o Quadro de Excelência na EBI de Lagoa

Foram entregues a 17 alunos da EBI de Lagoa, certificados de mérito escolar. Receberam  assim o prémio 15 alunos do 1º ciclo e dois do 2º ciclo.

São alunos que integram o Quadro de Excelência da EBI de Lagoa e que passará a estar patente no Hall de entrada da escola Padre João José do Amaral.

Além do certificado, os alunos premiados receberam também um prémio monetário do valor de 100 euros cada. Uma iniciativa que teve o patrocínio da Câmara Municipal de Lagoa, no montante de mil euros e a da empresa JL Machado, com a quantia de setecentos euros.

Segundo Manuel Rodrigues, Presidente do Conselho Executivo, na sessão que decorreu para o efeito, não deixou de recordar que o futuro depende da educação e os níveis de qualidade devem ser estimulados.

Lembrou ainda que os alunos serão colocados perante novos incentivos, num modelo ainda em fase de discussão, já neste ano letivo.

“Todos os vossos sonhos podem tornar realidade, se tiverem determinação para lutar por eles. Acreditem no poder das vossas capacidades”, disse o docente.

Ora, ao Jornal Diário da Lagoa, a Presidente da autarquia, destacou o facto deste novo modelo que agora será implementado, a Lagoa será uma vez mais pioneira.

“O que se pretende é que todos os alunos estejam em situação de igualdade, onde todos os alunos poderão ser potenciais vencedores e merecedores da distinção”, realçou Cristina Calisto.

Segundo explicou, o Governo Regional contatou os municípios para que fosse alterado este atual modelo, e a autarquia da Lagoa disse estar disponível para ser pioneira neste novo projeto, de distinguir os alunos que efetivamente tem melhores resultados, mas não só, serão distinguidos também pelo mérito desportiva e depois os alunos pelo seu mérito cívico, não sendo assim apenas pela nota final.

Cristina Calisto reforça que, assim, está-se a ser inclusivo, a colocar todos os alunos nas mesmas circunstâncias. “Qualquer aluno é um potencial candidato a receber o mérito escolar”, onde os alunos terão como prémio o conhecimento de outras realidades, além da escola onde se inserem, em vez do prémio monetário.

“O prémio de mérito escolar é um prémio que permite motivar os alunos a estarem atentos ao seu percurso escolar, a apostar na sua formação e a terem os melhores resultados, mas neste momento pretende-se ser mais inclusivo dando oportunidade a todos os alunos poderem ser premiados, porque todos são diferentes, havendo distinção de mérito escolar, desportivo e cívico”, referiu a autarca.

Cristina Calisto reforça que é pretendido colocar todos os alunos em pé de igualdade, sendo capazes e aptos para receber o prémio, juntando alunos dos vários concelhos e levá-los a conhecer outras realidades que não seja apenas a escola onde estão inseridos.

O objetivo é potenciar o que os alunos têm de melhor.

DL

Categorias: EBI de Lagoa, Educação, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*