Aquisição de competências linguísticas promove interculturalidade

O Diretor Regional das Comunidades destacou a importância da aquisição de competências linguísticas em Português para a “promoção da interculturalidade” nos Açores, sublinhando que “facilita a comunicação na sociedade de acolhimento”.

Paulo Teves, que falava no início do Curso de Português para Imigrantes, promovido pelo Gabinete de Apoio aos Migrantes da CRESAÇOR – Cooperativa Regional de Economia Solidária, acrescentou que a decisão de residirem nos Açores “enriquece e complementa a imensa diversidade cultural da Região”.

Para o Diretor Regional, a realização desta ação nos Açores “tem contribuído para a inclusão e participação ativa da comunidade imigrante”, pelo que o Executivo tem correspondido com a oferta anual de vários cursos.

Este ano realizam-se três cursos, nas ilhas de São Miguel, Terceira e Pico, com 60 formandos oriundos de 25 países, entre os quais Alemanha, Bielorrússia, China, França, Itália, Israel, Rússia e África do Sul.

Paulo Teves destacou a parceria estabelecida com diversas instituições para a realização desta iniciativa, na qual já participaram cerca de 300 formandos de 46 nacionalidades, nas ilhas de São Miguel, Terceira, Pico, Faial e Flores, entre 2013 e 2018.

A aprovação final no curso, regulamentado pela Portaria n.º 56/2014, da responsabilidade das direções regionais das Comunidades e da Educação, que funciona em horário pós-laboral, num período de 150 horas, permite ao imigrante cumprir com as exigências dos regimes para aquisição de nacionalidade portuguesa, concessão de autorização de residência permanente e estatuto de residência de longa duração, no que se refere à prova de conhecimento da língua portuguesa.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*