Reabertura da pequena cirurgia nos Centros de Saúde de Ponta Delgada e Ribeira Grande pode baixar listas de espera

O deputado do PSD/Açores, Luís Maurício, reiterou a reabertura da valência de pequena cirurgia nos centros de saúde de Ponta Delgada e da Ribeira Grande, em São Miguel, uma proposta social democrata que recomendou a abertura daquelas duas salas até seis meses após a aprovação da iniciativa, dado o número crescente de inscritos para aquele tipo de cirurgia.

Falando após a audição do Secretário Regional da saúde na Comissão de Assuntos Sociais da ALRAA, o parlamentar defendeu “o regresso ao modelo anterior, que era descentralizador, permitindo aos utentes das pequenas cirurgias uma resposta num espaço de tempo muito curto. Em 15 dias, 3 semanas, qualquer pequena cirurgia era satisfeita”, adiantou.

Segundo Luís Maurício, o tempo de espera dos doentes em questão “é superior a 90 dias, pelo que a nossa proposta pretende retomar a realidade anterior. Os doentes não podem estar meses à espera para tirar um pequeno sinal, drenar um abcesso ou tirar um quisto”, referiu.

O deputado do PSD/Açores alertou para a insuficiência dos recursos humanos afetos ao atual modelo, realçando que os Centros de Saúde “podem, naturalmente, disponibilizar um enfermeiro durante 4, 8 ou 12 horas semanais para esse efeito”

Luís Maurício referiu mesmo que “os enfermeiros da sala de pequena cirurgia estão a ser competitivamente utilizados para as salas do Bloco Central do HDES, no sentido de impedir o cancelamento de mais cirurgias”, disse.

O social democrata reforçou que “a nossa proposta melhoraria a acessibilidade dos doentes e resolveria os seus problemas em menos tempo. E só espero que não seja preciso o PSD voltar a ter razão ao fim de dois anos, como em 2014 com a nossa proposta de produção cirúrgica adicional, que o governo apresentou em 2016, com os resultados que se conhecem”, concluiu.

DL/PSD

Categorias: Política, Saude

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*