Patinagem continua a crescer nos Açores

A Associação de Patinagem de São Miguel (APISM) organizou, recentemente, um encontro de formação, que acabou por ser um aproveitamento da modalidade de hóquei.

Segundo José Raimundo, ao não se realizar o campeonato açoriano de seniores, a associação solicitou à Direção Regional do Desporto que a verba fosse reencaminhada para o escalão de formação, e em conjunto com as associações e clubes, foi decidido apostar no escalão de sub13.

“No entanto, há que realçar o investimento por parte dos clubes, no escalão de benjamins, pensando no futuro, sendo assim a forma que a modalidade deve ser vista, fizeram o esforço para trazer este escalão”.

O presidente da APISM lamentou, contudo, o facto de não ter marcado presença o Núcleo Sportinguista, “o que seria um torneio com uma rentabilidade maior e daria oportunidade uma maior rodagem a todos os atletas açorianos, e é bom quando os dirigentes do clubes assim pensem e reencaminharam este esta verba para a formação”.

Neste torneio, que decorreu no Pavilhão Sidónio Serpa em Ponta Delgada, marcaram presença duas equipas de São Miguel e uma do Pico, por seleções, com o espírito de competir sendo o principal objetivo isso mesmo, a inter-ajuda, a aprendizagem que, nestas idades, é fundamental para um crescimento acentuado.

Da ilha do Pico participou a equipa do Candelária, de São Miguel, participaram atletas do Hóquei Clube PDL e do Marítimo, uma forma também de preparar as próximas seleções para os campeonatos regionais sub15, e posteriormente para a seleção dos Açores, acabando por ser mais um momento de captação dos jovens para o selecionador ter um currículo deste mais apurado.

Isto numa altura em que a modalidade que continua a crescer, com a criação de mais um clube direcionado para o Hóquei em Patins, nomeadamente na Ribeira Grande.

José Raimundo diz que a associação está sempre aberta à criação e novos clubes, sendo este um momento muito importante para o crescimento da modalidade na região.

O presidente da APISM espera que, com outras condições e com pavilhões adequados à prática do hóquei, a modalidade ainda possa criar um quadro competitivo mais agradável.

No entanto é também a realidade do surgimento de mais um clube de patinagem artística, uma modalidade que tem vindo a crescer de ano para ano, “o que muito nos engrandece, e que desde o primeiro momento a associação está presente para ajudar, estando abertos a ouros projetos que possam surgir”, adiantou José Raimundo.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*