Espaço Saúde: Exposição solar – alguns conselhos –

O sol é fonte de energia e de vida e tem efeitos benéficos sobre a saúde, no entanto, a exposição solar sem proteção é um risco para a saúde pois pode provocar queimaduras, envelhecimento da pele, cancro entre outros.

Pode-se e deve-se desfrutar do sol, mas sem por a saúde em risco!

Assim deve-se usar vestuário adequado, roupa leve e clara, “t-shirt” de malha apertada, calções, por exemplo, sem nunca esquecer o chapéu e os óculos de sol.

A exposição solar deve ser gradual de forma a permitir que a pele se adapte ás novas condições e sempre com protetor solar. Este deve ter um fator igual ou superior a 30 e deve ser aplicado antes da exposição, pelo menos trinta minutos. Não esquecer de aplicar nas orelhas, dorso das mãos e rosto. Os lábios devem ser protegidos com batons para o efeito.

Repita a aplicação do protetor de 2 em 2 horas ou após o banho.
Evitar a exposição solar direta entre as 12 e as 16 horas. As crianças e pessoas de pele clara deverão alargar este horário das 11 ás 17 horas.

A proteção solar deve ser aplicada mesmo em dias mais frescos e ou nublados, uma vez que a radiação ultravioleta, que é responsável pelos danos à pele, não é filtrada pelas nuvens.

Atenção que a radiação ultravioleta vem de todos os lados e, mesmo debaixo de um guarda-sol, estamos expostos ao equivalente a 30%. Quer isto dizer que 3 horas à sombra de um guarda-sol, equivale a cerca de 1 hora ao sol!

As crianças até aos 2 anos não devem ser expostas diretamente ao sol, na eventualidade de irem à praia ou a um passeio, devem usar vestuário adequado que tape a maior extensão possível de pele, sem esquecer o chapéu de abas largas, e devem brincar resguardadas do sol.

Consuma frutas e legumes, beba muita água. Estas medidas são fundamentais para a proteção da pele e equilíbrio orgânico.

Lembre-se que também está exposto ao sol quando faz desporto ao ar livre, jardinagem, e em algumas atividades profissionais.

Reduza ao máximo as suas atividades exteriores entre as 12h e as 16h.

Cuidado com o sono!

Adormecer ao sol é uma causa frequente de queimaduras, por vezes graves.

Alerto para que se informe com o seu médico sobre os medicamentos que está a tomar, alguns medicamentos de uso comum, podem ser fotossensibilizantes, podendo desencadear uma reação de tipo queimadura ou alergia na pele exposta ao sol.

Desfrute do sol sem escaldões e outras complicações.

Dr. João Martins de Sousa
Delegado de Saúde de Lagoa
(Artigo publicado na edição impressa de julho de 2018)

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*