República tem de compensar os Açores caso União Europeia corte fundos a Portugal

A deputada do PSD/Açores na Assembleia da República defendeu que o governo da República deve compensar a Região caso a União Europeia corte fundos comunitários a Portugal.

Em declarações aos jornalistas, a deputada social-democrata, que falava após uma reunião com a direção da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, lembrou que “há cinco anos Portugal sofreu cortes nos fundos, mas a Região até recebeu mais dinheiro”.

Berta Cabral defendeu a manutenção dos fundos para os Açores em matéria de Política de Coesão, devendo haver um “reforço” de verbas para a Região no que diz respeito à Política Agrícola Comum (PAC) e ao POSEI.

Em relação às taxas de comparticipação dos fundos comunitários, que sofrem uma redução de 85 para 70 por cento na proposta da Comissão Europeia, a deputada do PSD/Açores na Assembleia da República sublinhou que os governos regional e da República têm de ser “muito firmes” na recusa dessa intenção.

DL/PSD

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*