EBI de Água de Pau: As sessões de escrita criativa – 3.º Periodo

A escrita criativa “pula e avança, como bola colorida, entre as mãos de uma criança”.

Assim como o poema “Pedra Filiosofal”, de António Gedeão, se tornou um hino à liberdade e ao sonho, também os alunos do no 9.º, da EBI de Água de Pau, durante este período, tiveram nas suas mãos o poder transformador da escrita, quando aliada à capacidade de sonhar, à imaginação e à criatividade!

Tal como Gedeão, os nossos alunos foram “alquimistas de palavras” e de vidas e passaram pela grandiosa experiência de verem algumas imagens sofrerem transformações marcantes mesmo à frente dos seus olhos. Desta forma, uma lágrima, que sugeria tristeza, passou, com a ajuda de pequenos textos sugestivos, a ser a encarnação da felicidade, assim como um abraço de despedida se transformou num reencontro ou, ainda, a fotografia de um casamento perfeito denunciou, depois de aprofundarmos os nossos olhares, uma relação de violência, disfarçada dos mais diversos e errados sentidos aliados à palavra “amor”.

Nestes momentos, sem darem por isso, e sem atribuírem uma conotação negativa à escrita, vimos alunos envolvidos nos comentários, nas discussões e viveram-se grandes lições de vida.

Assim, cumpriram-se, mais uma vez, os objetivos definidos para as Sessões de Escrita Criativa, já que esta se faz com as pessoas e, pura e simplesmente, com a coragem que tivermos de usar a nossa imaginação.

Cumpriu-se, sobretudo, a escola: porque vimos alunos a escreverem felizes… porque estes mesmos alunos perceberam que se podem superar, todos os dias, bastando apenas que o queiram fazer… porque, de mãos dadas com a escrita, se renovaram olhares, sentidos, experiências… e se construíram lições que podem ficar para a vida!

Sim, assim se cumpre a escola! E assim… “o mundo pula e avança como bola colorida entre as mãos de uma criança”.

A Coordenadora das Sessões de Escrita Criativa,
Malvina Sousa

 

“ Quero deixar o meu agradecimento a todos os alunos que abriram os seus corações a estas sessões e que, ao longo deste ano, foram a voz da escrita nas mesmas: desde os mais pequeninos, do primeiro ciclo, aos maiores, do terceiro, que terminam agora uma fase da sua vida, preparando-se para construírem os seus caminhos e voarem com as suas próprias asas! Desejo-vos que a escrita, a imaginação e a criatividade façam sempre parte das vossas vidas!

Obrigada pela vossa entrega e pelo que construímos juntos.” Malvina Sousa

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*