Ministro da Cultura recebido na Lagoa

A presidente da Câmara Municipal de Lagoa e a sua equipa receberam, esta quinta-feira, o Ministro da Cultura, no Paços do Concelho.

Luís Filipe Mendes, teve oportunidade de conhecer grande parte do concelho lagoense, iniciando a sua visita pela Câmara Municipal de Lagoa, onde assinou o Livro de Honra da autarquia e recebeu, por parte do jovem escritor lagoense, Júlio T. Oliveira, o seu novo livro de poesia, intitulado “Qual o teu papel, senão o de resistir?”.

Por outro lado, na sua passagem pela Lagoa, Luís Filipe Mendes, que se refira, também é poeta, teve oportunidade de visitar um dos ex-libris da cidade, o Convento dos Franciscanos, lugar simbólico da história, cultura, tradições lagoenses e açorianas, tendo assistido à atuação do Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz, que fez uma apresentação musical do seu novo CD intitulado “Germinações”.

Realça uma nota de impressa, enviada às redações, que o Ministro da Cultura recebeu, em primeira mão uma amostra cultural de dois eventos que serão apresentados, este mês de junho, recordando que o lançamento do CD “Germinações”, por parte do Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz, terá lugar no dia 21 de junho, às 21h00 no Convento dos Franciscanos e o livro de Júlio T. Oliveira, será apresentado, por Pedro Chagas Freitas e Malvina Sousa, no dia 30 de junho, às 20h00, igualmente, no salão nobre do Convento dos Franciscanos.

Para Cristina Calisto, foi com “grande satisfação e honra que recebemos aqui, na Lagoa, o Ministro da Cultura, Luís Filipe Mendes, num momento de confraternização e amizade, que permitiu demonstrar aquilo que o concelho tem de melhor para oferecer, principalmente no que diz respeito à nossa cultural, artesanato e tradições”.

Segundo a mesma nota, a Coleção Visitável da Matriz de Lagoa, também fez parte do percurso de visitas do autarca, onde o Pe. Nuno Maiato e a sua equipa, demonstraram o espaço museológico de tipologia eclesiástico que tem como missão estudar e preservar o Património Religioso e a arte bonecreira, caraterística do artesanato lagoense.

DL/CML

Categorias: Cultura, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*