Rui Luís afirma que “doar sangue é doar esperança”

O Secretário Regional da Saúde associou-se às comemorações do Dia Mundial do Dador de Sangue, através da dádiva de sangue. “Este dia é assinalado para lembrar a importância da dádiva de sangue para que outros doentes possam receber transfusões de sangue em situações críticas. Doar sangue é, por isso, sinónimo de doar esperança”, frisou Rui Luís..

Em 2017, foram realizadas 3.500 dádivas nos três hospitais dos Açores, onde existem atualmente cerca de 5.000 dadores ativos.

A data foi assinalada também com a inscrição no Banco de Sangue desta unidade hospitalar de 20 voluntários, com idades entre 18 e 34 anos, que se disponibilizaram para a primeira dádiva de sangue.

“Na Região, a maioria dos dadores situa-se na média de idades entre 25 e 44 anos, sendo que os que atingem 65 anos deixam de poder ser dadores. Queremos, por isso, aumentar o número de dadores, encorajando os jovens a tornarem-se dadores de sangue”, sublinhou Rui Luís.

DL/Gacs

Categorias: Saude

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*