Vasco Cordeiro quer discutir o “futuro coletivo do País” e o “papel das Autonomias” no Congresso Nacional do PS

Vasco Cordeiro considera que a “estratégia e sustentabilidade do futuro coletivo do País” e “o papel incontornável dos Açores nesse processo” vão estar em destaque no próximo Congresso Nacional do Partido Socialista, que se realiza de 25 a 27 de maio, na Batalha. O Presidente do PS/Açores falava depois participar nas eleições diretas do Partido para escolher o Secretário-Geral e os delegados ao Congresso.

O líder dos socialistas dos Açores realçou, em resposta aos jornalistas, que estando ultrapassado um período de “esforço de recuperação”, de “quase de emergência”, este é o “o momento certo para discutir o futuro”. Vasco Cordeiro defende que a Moção Estratégica que António Costa leva o Congresso reflete essa aposta do Partido Socialista, numa “estratégia de médio e longo prazo”, mas também de “sustentabilidade do nosso futuro coletivo”.

Vasco Cordeiro espera que no Congresso Nacional se discuta como é que o PS se posiciona perante um futuro “que já não é dominado apenas pela preocupação com a recuperação económica, social e financeira do País – o PS tem já como crédito no seu património esse trabalho de recuperação do País-, mas é um trabalho que agora se vira para o futuro a médio e longo prazo, de apostas estratégicas, que tem a ver com o nosso futuro coletivo”.

Para Vasco Cordeiro a importância dos Açores na construção desse futuro coletivo é inegável: “Saliento que uma das grandes áreas de afirmação do País está ligada aos Açores, tem a ver com o Mar, tem a ver com a projeção atlântica que os Açores dão ao País e naturalmente que, desse ponto de vista, o Arquipélago tem um papel incontornável nesse processo”.

DL/PS

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*