“FigoMaduro” e “Mãos que Cantam” atuam dia 19 de maio na Matriz de Lagoa

No próximo dia 19 de maio, a Paróquia de Santa Cruz de Lagoa, proporcionará um momento musical inédito com a atuação dos grupos “FigoMaduro” e “Mãos que Cantam” pelas 21:00h. A presença de ambos os grupos acontecerá pela primeira vez nos Açores.

Este momento é promovido pelo “Projeto DIANA” – Serviço Pastoral a Pessoas Surdas – para assinalar o 1º Aniversário da Coleção Visitável da Matriz de Lagoa.

O “Projeto DIANA” é um projeto que a Paróquia de Santa Cruz tem desenvolvido junto de pessoas surdas, cujo objetivo é inseri-las nas diversas atividades da comunidade, sendo atividade central a tradução da Eucaristia Dominical, às 11h30, por intérprete de Língua Gestual Portuguesa.

A atuação em conjunto de ambos os grupos promove na integração simultânea de surdos e ouvintes, sendo um evento destinado a todo o público.

O grupo “FigoMaduro” é composto por uma família que sempre se dedicou à música, destacando-se das inúmeras atuações realizadas até à data, as que fizeram para São João Paulo II em 2000 e para o Papa Bento XVI em 2010 e 2013. Por sua vez, o grupo “Mãos que Cantam”, um coro de pessoas surdas da Universidade Católica Portuguesa formado em 2010, que utilizam a Língua Gestual Portuguesa e a Música como forma de expressão artística, promovendo a inclusão social, destacando-se a interpretação que fizeram para o Papa Francisco em 2017, no âmbito do Centenário de Fátima, da oração Magnificat que até então nunca tinha sido interpretada em língua gestual no mundo inteiro.

O bilhete para este momento musical tem um custo simbólico de 5 matrizes, podendo ser levantado de terça-feira a sábado das 18h00 às 20h00 na referida igreja.

DL/PSC

Categorias: Local, Religião

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*