Convento dos Franciscanos recebe palestra “Documentos e Conventos: O Património (esquecido) dos Açores”

A Igreja do Convento dos Franciscanos irá receber a palestra “Documentos e Conventos: O Património (esquecido) dos Açores” proferida por Diogo Teixeira Dias, na próxima sexta-feira, dia 27 de abril, pelas 21h00.

A palestra procurará ser, sobretudo, uma reflexão acerca da aplicação prática das ciências do estudo do Passado, quer na revitalização e rentabilização do património material e imaterial, quer na reflexão da importância da História.

Numa primeira abordagem, o palestrante, criador de um roteiro de turismo religioso em Coimbra, considerado como “modelo de boas práticas” pela Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, nas III Jornadas de Empreendedorismo Turístico (2015), irá tentar discutir com os presentes a viabilidade da aplicação do mesmo modelo na ilha de São Miguel, que articule alguns dos conventos da ilha, nomeadamente dos municípios de Lagoa, Ribeira Grande, Ponta Delgada e Vila Franca do Campo.

A proposta passará por montar um percurso que não se limite a apresentar as paredes dos edifícios, mas cruzar um conjunto de experiências culturais, reforçadas com a gastronomia e criatividade locais, tendo como palco os conventos, à semelhança do que se realiza com o ‘Roteiro Monástico de Coimbra’.

Na segunda abordagem, e introduzindo com uma breve reflexão acerca da importância da escrita ao longo da História, serão apresentados vários documentos, provenientes de chancelarias régias e da Inquisição de Lisboa, depositados no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, referentes à História dos Açores, alguns dos quais inéditos, que servirão de reflexão acerca da importância da escrita, do quotidiano menos conhecido dos conventos açorianos, e dos comportamentos mais privados da sociedade em geral.

De salientar que, Diogo Teixeira Dias é alferes contratado do Exército Português, tendo iniciado o seu percurso militar em 2015, depois do Curso de Formação de Oficiais, em Mafra, no Regimento de Guarnição nº 1, instalado no Forte de S. João Batista da Ilha Terceira, em Angra do Heroísmo. Em março de 2016, assume o cargo de subdiretor do Museu Militar dos Açores, em Ponta Delgada.

Está colocado, desde julho de 2017, na Direção de História e Cultura Militar, em Lisboa, desempenhando atualmente o cargo de Chefe da Secção de Heráldica, da Repartição de Heráldica e História Militar.
É licenciado em Arqueologia e História, e mestre em História: ramo de Territórios, Poderes e Instituições, pela Universidade de Coimbra.

Está também habilitado com a Especialização em História Insular e Atlântica (sécs. XV-XX), pela Universidade dos Açores.

É criador da marca “Roteiro Monástico de Coimbra”, que se concretizou num projeto de turismo religioso sustentável, e foi considerado em 2015, pela Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, como um “modelo de boas práticas em turismo”, no âmbito das III Jornadas de Empreendedorismo Turístico.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*