Ricardo Rodrigues frisa a importância da participação dos docentes e das entidades públicas no desenvolvimento pessoal e integral das crianças e jovens

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo frisou esta quinta-feira, 6 de abril, a importância da participação dos docentes no desenvolvimento pessoal e integral das crianças e jovens, bem como a importância da participação das entidades públicas na facilitação da partilha de experiências e conhecimentos, como contributo para o desenvolvimento da Região.

Ricardo Rodrigues falava na sessão de abertura do Congresso Internacional de Educação, Psicologia e Neurociências – “Sinapses 2018”, organizado pelo CATL de São Pedro, valência da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo.

Na ocasião, o Edil Vila-franquense congratulou a Secretaria Regional da Educação e Cultura por ter avançado com um “processo novo de entusiasmo e de motivação de todos os envolvidos no processo educativo, no sentido de termos melhores resultados e objetivos”.

O Autarca afirmou que a Câmara não se tem alheado do dever de participar e contribuir para que o processo educativo das nossas crianças envolva todas as instituições do Concelho.

Ricardo Rodrigues considerou que as exigências burocráticas “são demasiadas para os professores” e disse acreditar que aliviar esta função administrativa dos docentes poderá contribuir para uma maior disponibilidade destes para interagir e socializar com os alunos, “podendo participar no desenvolvimento pessoal e integral das nossas crianças e dos nossos jovens”.

Na mesma sessão, o Diretor Regional da Educação, José Freire, lembrou que “estamos num período de mudança na escola e esta adaptação passa por estes encontros e por haver formação”.

José Freire deu conta que a Região tem cerca de 5 mil docentes e cerca de 40 mil alunos no sistema público regional, para além disso perto de 3 mil técnicos entre pessoal auxiliar educativo, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas, etc.

O Diretor Regional da Educação disse ainda que importa “perder o medo de abrir a escola e a sala de aula, partilhar o que se faz de bom e aceitar a crítica”.

Em educação, defendeu, “temos de trabalhar coletivamente para obter bons resultados. Não é fazer diferente só por fazer diferente, mas sim a pensar nos resultados e na melhoria da aprendizagem dos nossos alunos”.

Por sua vez, o presidente da organização do congresso, mestre Flávio Pacheco, afirmou que a educação, a psicologia e as neurociências, vistas de uma forma interdisciplinar, permitem criar melhores métodos de ensino e aprendizagem e métodos mais eficazes de potenciação do desenvolvimento integral das crianças e dos jovens.

Para este ano, a temática abordada prende-se com as novas competências para o século XXI, e o “Sinapses” visa proporcionar momentos de reflexão e partilha, sobre que competências são estas.

Após a sessão de abertura, houve lugar ao início dos trabalhos com uma palestra do professor doutor Tomás Ortiz, da Universidade Complutense de Madrid. O primeiro dia do Sinapses contou com outras três palestras, a primeira das quais sobre “Criatividade e Cognição”, teve a professora doutora Cristina Costas Lobo, da Universidade Portucalense, como oradora.

A professora doutora Cátia Mateus, da PsicoSoma, falou sobre “Os contributos da psicomotricidade na neuroaprendizagem”, enquanto a mestre Teresa Viveiros, do Gabinete do Secretário Regional para as Relações Externas, abordou o tema “Cidades educadoras: o território como ambiente de educação cultural”. O dia terminou com uma mesa redonda intitulada “À conversa sobre: As novas competências para o século XXI”, com os quatro palestrantes do dia.

Amanhã, dia 7, os trabalhos prosseguem com um workshop relativo ao “Potencial de Criatividade e Processos Cognitivos: Aplicação das Baterias EPOC e ECCOS” e outro relativo ao “Programa de Estimulação em Neuroeducação”.

Segue-se uma palestra sobre o Programa de Intervenção Comunitária – Prosucesso em Vila Franca do Campo, com o Diretor Regional da Educação, Dr. José Freire, como orador, e um debate sobre o mesmo tema.

A sessão de encerramento terá lugar pelas 12h40, com intervenções do presidente da organização, mestre Flávio Pacheco, do Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo e da Secretária Regional da Solidariedade Social.

DL/CMVFC

Categorias: Educação, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*