Operário só depende de si para garantir a manutenção

Em jogo da 26ª jornada da Série E do Campeonato de Portugal, a equipa do Clube Operário Desportivo venceu e saiu da zona de despromoção, lugar onde se encontrava à entrada desta jornada.

Os fabris conseguiram assim uma importante vitória, no encontro em que frente a frente estavam as duas equipas açorianas da série.

Com este resultado a equipa da Lagoa soma agora 27 pontos o que lhe permite subir um lugar na classificação, ultrapassando a equipa do Ideal, com uma diferença de dois pontos.

Os golos foram apontados por Camará e por Davou já no decorrer do segundo tempo.

Para o treinador André Branquinho tratou-se de uma vitória justa, naquele que considerou ser um jogo bem disputado, com níveis de intensidade altos.

Aos jornalistas André Branquinho disse que o Operário soube controlar a partida, tendo sido a sua equipa inteligente na abordagem ao jogo. “Foi um jogo nem sempre foi bem jogado, mas quando houve intenção de  fazer circular a bola foram criadas situações de vantagem”.

Ainda segundo o técnico fabril, a sua equipa soube gerir a partida, principalmente depois dos dois golos, tendo criado ainda várias oportunidades mas não com a consistência necessária para aumentar o resultado.

O treinador do Operário reconhece que ainda há 12 pontos em disputada e com apenas dois pontos de diferença, a sua equipa não pdoe tirar o pé do acelerador.

O próximo jogo é importante para as contas, embora o técnico fabril admita que a luta continuará até ao final sendo que o Operário irá abordar cada jogo como uma final. “Irei pensar semana a semana, não posso destingir os adversários, até porque já perdemos jogos onde não devíamos”, admitiu.

Nas suas declarações na sala de imprensa após o encontro, André Branquinho aproveitou ainda para dedicar a vitória ao seu avô, que faleceu esta semana, deu ainda os parabéns à organização do Azores Airlines Rallye, um evento marcante para a região, e deu ainda os parabéns a Ricardo Moura pela excelente prestação que teve, a honrar e a dignificar o nome dos Açores ao mais alto nível.

De destacar ainda o muito público que assistiu a este dérbie micalense entre Operário e Ideal, que encheu o Campo João Gualberto Borges Arruda, na Lagoa.

DL

Categorias: Desporto, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*