Rui Bettencourt destaca potencial do Mar dos Açores para o projeto europeu

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou, em Lisboa, que os Açores têm um “forte desejo, apetência e vocação” para integrar e participar no projeto de construção europeia através do seu mar.

Rui Bettencourt, que falava na conferência inaugural da Cátedra Jean Monnet da Universidade Nova de Lisboa sobre ‘Política Marítima Integrada e crescimento azul na União Europeia’, considerou que este projeto é “entusiasmante”, sublinhando que o mar desempenha um importante papel para os Açores e para a Europa, “unindo as pessoas, com mais desenvolvimento, construindo um futuro com mais coesão e com mais qualidade de vida para todos os cidadãos europeus”.

Na sua intervenção, o titular da pasta das Relações Externas salientou que a Política Marítima Integrada é “uma política central para a Europa e para os Açores”, constituindo “um pilar fundamental para o seu desenvolvimento”.

Rui Bettencourt recordou que a Zona Económica Exclusiva dos Açores tem cerca de um milhão de quilómetros quadrados, acrescentando que “os Açores são a região mais marítima da Europa, com cerca de 29% da Zona Económica Exclusiva europeia e mais de metade da portuguesa”.

Nesse sentido, salientou a posição geográfica dos Açores como “um ponto estratégico para explorar os vastos recursos do mar profundo”.

O Secretário Regional disse ainda que pretende “ir mais longe” na afirmação da importância da investigação marinha que se faz nos Açores, com o arquipélago a assumir-se como “uma região central para a investigação dos oceanos”, exemplificando com a instalação do Observatório do Atlântico e do Atlantic International Reserch Center – AIR Center, na sua valência dedicada aos oceanos.

Rui Bettencourt referindo-se ainda à condição dos Açores como Região Ultraperiférica, considerando que isso constitui uma “vantagem competitiva” para se aproximarem dos melhores ‘standards’ europeus e globais, através de estratégias concertadas com as outras regiões da Macaronésia, com quem têm vindo a desenvolver projetos transnacionais de grande importância.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*