Rui Bettencourt elogia trabalho de jovens açorianos e norte-americanos em projeto de enfermagem comunitária

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou que o trabalho que está a ser desenvolvido em conjunto por jovens enfermeiros açorianos e norte-americanos na área da saúde comunitária é “muito enriquecedor e entusiasmante”.

Rui Bettencourt, que falava a um grupo de alunos e professores das universidades de Massachusetts e dos Açores, no âmbito do projeto ‘Bridging the Atlantic’, sublinhou a união das duas comunidades envolvidas nesta iniciativa de cariz internacional e o “grande entusiasmo” dos estudantes por esta temática.

Para o titular da pasta das Relações Externas, este é “um projeto muito interessante” que une duas comunidades, a comunidade açoriana no arquipélago e a comunidade açoriana nos Estados Unidos, além de alguns americanos que “não são de origem açoriana, mas que se interessam pelos Açores”.

O Secretário Regional destacou ainda o facto de estes jovens, que se conheceram e uniram neste projeto, estarem a dar uma resposta a preocupações que também são do Governo dos Açores, sublinhando que o Executivo “tinha que estar associado a este projeto e tinha que acarinhar este projeto”, e que o têm feito “naturalmente”.

Por outro lado, Rui Bettencourt referiu a importância do retorno do projeto, como tem acontecido ao longo das suas quatro edições, e de ver o que estes jovens “vão dizer, vão transmitir e o que estão a produzir” depois de estarem implicados no projeto, mas também ver “a ação concreta no terreno, as respostas em termos de saúde e o que é necessário fazer” na comunidade piscatória de New Bedford e nos Açores.

O projeto ‘Bridging the Atlantic: uma parceria internacional em saúde comunitária entre estudantes e docentes de enfermagem nos Açores e nos EUA’ é desenvolvido pelas universidades dos Açores e de Massachusetts, sendo financiado pela DeMello Charitable Foundation e pelo Governo dos Açores.

Este projeto tem por objetivos estabelecer relações profissionais colaborativas sustentáveis entre estudantes de enfermagem, docentes, universidades e respetivas comunidades, bem como preparar estudantes de enfermagem culturalmente competentes, conscientes do impacto da enfermagem global e da cooperação internacional na obtenção de resultados positivos em saúde, e ainda desenvolver um plano de investigação para a realização de estudos baseados em prioridades mútuas de cuidados de saúde no sentido da melhoria dos resultados de saúde nos dois países.

O grupo de estudantes e professores de Enfermagem da Universidade de Massashussets participa, durante a sua presença em São Miguel, em atividades de aprendizagem conjuntas com estudantes e docentes da Escola Superior de Saúde da Universidade dos Açores, acontecendo o mesmo com outro grupo dos Estados Unidos que se desloca à ilha Terceira.

Numa segunda fase, que decorrerá em abril, são os estudantes açorianos de Enfermagem de ambas as ilhas que se deslocam aos EUA com o mesmo objetivo.

DL/Gacs

Categorias: Comunidades, Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*