Em Água de Pau a tradição continua

ÁGUA DE PAU DESENTERROU O ENTRUDO 2018
Com Mestre João Machado à Frente, como é tradição !
>> Pelas 7H30 da noite começaram a juntar-se na Praça Nova os entrudeiros d’Água de Pau. Cumpriu-se mais uma vez uma tradição trazida para esta terra pelos primeiros povoadores que se estabeleceram na antiga freguesia de Nossa Senhora dos Anjos, da Vila de Água de Pau.

Tudo começou quando de regresso à sua vila, um grupo de fidalgos que se armaram cavaleiros e foram com seus criados, servir o reino em defesa de terras portuguesas conquistadas no norte d’África aos Mouros.

Chegando a esta terra, quase noitinha, em véspera do Dia do Entrudo, decidiram ir pelas ruas de Água de Pau, desenterrar o Entrudo para que se iniciassem os Folguedos d’Entrudo no dia seguinte.

Depois desse dia, esta tradição nunca mais deixou de se repetir. Primeiro, para se festejar o regresso vitorioso dos fidalgos desta terra à Vila de Água de Pau. Segundo, porque pensou-se que a alegria do primeiro Entrudo só poderia repetir-se se se continuasse a “Desenterrar o Entrudo” todos os anos para que os Folguedos nunca caíssem em decadência.

A outra tradição associada a esta é a de no dia de Entrudo à noite, depois dos folguedos, deviam os entrudeiros enrrolar-se em “lençóis brancos” encimados com um pau espetado, para que durante o cortejo pelas ruas da Vila, se fosse parando na casa dos amigos para ir recolhendo fatias douradas e mais tarde as bem conhecidas e já tradicionais mal assadas. Estas ultimas, filhas e primas de irmãs das ultimas, são tão boas como as anteriores. Continua-se a cumprir esta tradição como muitas outras nesta linda e importante Vila de Água de Pau, do concelho de Lagoa, Açores.

Por: [RoberTo MedeirOs – Segmento do Livro Hist. de Agua de Pau a editar]

Categorias: Cultura, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*