Empresas açorianas podem candidatar-se a projetos de desenvolvimento de serviços de observação da Terra

O Governo dos Açores, através do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, participa no projeto europeu Marine Earth Observation, que lançou, no Jornal Oficial da União Europeia, um concurso público internacional para o desenvolvimento de serviços inovadores e não disponíveis no mercado, baseados no programa Copernicus, destinado a desenvolver serviços de informação com base em dados de observação terrestre.

As empresas interessadas podem apresentar propostas para as áreas temáticas da Segurança Marítima e da Monitorização Marinha, através de candidatura individual ou em consórcio, até 15 de março, através do portal da Direção Geral de Política do Mar, disponível em https://www.dgpm.mm.gov.pt/marine-eo-proposal.

A contratação de serviços será feita num esquema inovador de financiamento denominado ‘Pre-Commercial Procurement’, que se desenvolve em três fases, nomeadamente a apresentação de prova de conceito, validação de protótipo e testes em ambiente operacional.

Na primeira fase são selecionadas até um máximo de cinco empresas/consórcios por área temática, na segunda fase são selecionadas três empresas por área temática e na terceira e última fase são testados dois protótipos em cada uma das áreas.

As empresas terão ao seu dispor um valor de cerca de 3,4 milhões de euros.

Segundo o Diretor Regional da Ciência e Tecnologia, frisando que “têm particular relevância estratégica para a Região”.

Bruno Pacheco salienta ainda que os Açores foram designados como ‘Áreas de Interesse’, prevendo-se, por isso, que “alguns dos serviços sejam testados no arquipélago”.

O Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia assegurou, na fase de negociação, que as direções regionais das Pescas e dos Assuntos do Mar, bem como a Marinha Portuguesa, terão acesso gratuito às plataformas que venham a ser desenvolvidas na área temática da Monitorização Marinha, por um período de 10 anos.

Com um orçamento global de 4,4 milhões de euros, o Marine Earth Observation é coordenado pelo Centro Nacional para a Investigação Científica da Grécia – Demokritos e integra nove parceiros europeus, oriundos da Grécia, Portugal, Espanha e Noruega.

Os interessados podem obter mais informações na página do projeto na Internet, em https://marine-eo.eu/call-tender.

DL/Gacs

Categorias: Regional, Tecnologia

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*