Turismo interno é uma forma dos Açorianos valorizarem potencial turístico do arquipélago

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou, em Ponta Delgada, que o programa ‘Meus Açores, Meus Amores’ desenvolve o segmento do turismo interno como mais uma forma de valorizar o potencial turístico do arquipélago junto da comunidade.

Marta Guerreiro, que falava quinta-feira, no Aeroporto João Paulo II, na partida do primeiro grupo de 2018 daquele programa de turismo sénior, adiantou que as expetativas relativamente ao programa ‘Meus Açores, Meus Amores’ são “altas”, recordando que “as candidaturas recebidas nos anteriores anos continuam a exceder as vagas previstas”.

Para 2018, no âmbito deste programa de turismo sénior, estão previstos 30 grupos, envolvendo mais de 1.000 pessoas, que vão originar cerca de 6.000 dormidas, distribuídas por todas as ilhas do arquipélago.

A titular da pasta do Turismo fez um balanço positivo da edição deste programa em 2017, através da qual “viajaram também cerca de 1.000 pessoas.

Marta Guerreiro salientou que “esta iniciativa permite impulsionar a economia regional nas épocas baixas e média da atividade turística, designadamente nas áreas da hotelaria e da restauração”, sendo um “verdadeiro sucesso enquanto medida de combate à sazonalidade”, por impulsionar a procura interna durante os períodos de menor atividade turística.

O programa de turismo sénior ‘Meus Açores, Meus Amores’, que existe desde 2014, é uma parceria entre as secretarias regionais da Solidariedade Social e da Energia, Ambiente e Turismo, sendo dirigido a residentes açorianos com mais de 60 anos de idade, que têm a possibilidade de usufruir de pacotes completos de viagens para qualquer ilha do arquipélago, com ligações aéreas, alojamento, refeições, transferes, animação e excursões.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*