Governo dos Açores prevê iniciar investimentos de 8 ME na área da deficiência em 2018

 

A Secretária Regional da Solidariedade Social revelou que o Governo dos Açores prevê iniciar, a breve trecho, obras para a implementação de novas e melhoradas respostas sociais na área da deficiência, num total de cerca de oito milhões de euros.

Andreia Cardoso, que falava durante uma visita à obra de construção do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) da Santa Casa da Misericórdia do Divino Espírito Santo, adiantou que estão em fase de preparação “a reabilitação integral do Centro de Atividades Ocupacionais da Seara do Trigo e a construção de dois novos equipamentos, da Associação de Paralisia Cerebral e da Aurora Social, em conjunto com [a associação] do autismo, numa iniciativa conjunta, que vão permitir o reforço bastante substancial da capacidade de resposta” na ilha de São Miguel.

Andreia Cardoso salientou, no entanto, que, “ao nível da Região, há outras iniciativas, designadamente na Calheta, na ilha de São Jorge”, onde será promovida a “reabilitação do centro existente naquele concelho”.

A titular da pasta da Solidariedade Social assegurou que a prioridade do Executivo açoriano nesta área “é reabilitar e requalificar as respostas existentes, correspondendo àquelas que são as necessidades que a sociedade vai manifestando”.

Andreia Cardoso recordou que, pela atividade que desenvolvem, nomeadamente ao nível da potenciação da autonomia dos utentes, trata-se de respostas “muito importante para os jovens que são aqui integrados, mas também para as suas famílias”.

O novo CAO, um investimento do Governo dos Açores de cerca de 1,2 milhões de euros, terá capacidade para 40 utentes, duplicando a atual capacidade, e deverá estar em funcionamento no final do primeiro trimestre de 2018, servindo uma parte da costa norte da ilha de São Miguel.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*