Posição geoestratégica dos Açores tem de ser potenciada

Os deputados do PSD/Açores na Assembleia da República, Berta Cabral e António Ventura, defendem uma articulação política prospetiva “que possa potenciar a importância geostratégica e geopolítica do Arquipélago dos Açores”.

Para os social democratas, a centralidade da Região “é uma condição que desperta a atenção da política geográfica global, motivo pelo qual os Açores estão referenciados por grandes potências, blocos ou grupos de países, como fazendo parte de uma atual ou futura estratégia”, adiantam.

Assim, os deputados pretendem, e apresentam um projeto de resolução nesse sentido, que o Governo da República, “juntamente com o Governo Regional”, crie iniciativas “para dar a conhecer, de forma institucional, politica e jurídica, as vantagens e os desafios da posição geoestratégica e geopolítica dos Açores”.

Os deputados do PSD/Açores destacam que “existe um amplo campo de possibilidades no domínio económico, científico e tecnológico, e também ao nível dos acordos comerciais, das alterações climáticas, no que toca ao ambiente, às energias renováveis, aos fluxos migratórios, no plano agroalimentar, na astrofísica, no aeroespacial, na oceanografia, na vulcanologia, na sismologia”, afirmam.

Para Berta Cabral e António Ventura, os Açores podem ser “um laboratório privilegiado para a investigação e a experimentação”, considerando “que já existem exemplos da presença mundial científica e tecnológica na Região”.

Os parlamentares recordam que a União Europeia possui uma repleta agenda de futuras negociações comerciais, muitas das quais com vista à liberalização do comércio: “por exemplo, estes acordos à escala global fazem-se acompanhar de um crescimento ao nível dos transportes, e a centralidade dos Açores cria oportunidades estratégicas no domínio de várias potencialidades relacionadas com a navegação comercial aérea e naval”.

Assim, “surgem um conjunto de possibilidades económicas e socias, no âmbito da criação de novas empresas e empregos, designadamente nos Portos e Aeroportos”, referem, reforçando que cabe à União Europeia “valorizar todos os seus territórios, pelo aproveitamento das suas potencialidades em benefício das suas populações”.

DL/PSD

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*