Matadouros dos Açores abateram 15 mil toneladas de carne de bovino em 2017

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas adiantou, esta quinta-feira, dia 11 de janeiro, que, em 2017, foram abatidas 15 mil toneladas de carne de bovino nos matadouros dos Açores, menos 6,3% face a igual período de 2016.

Segundo o executivo regional, apesar deste resultado, a tendência verificada nos últimos anos neste setor no arquipélago tem sido de crescimento, tendo-se atingido em 2016 o ponto mais alto, com o abate de 16 mil toneladas de carne de bovino, o que representou um aumento de 19,2% face a 2015, ano em que foram abatidas 13 mil toneladas.

Os matadouros de São Jorge, Faial, Flores e Corvo registaram, no ano passado, um crescimento global no número de abate de bovinos de 17,2%, em comparação com 2016, contribuindo para um maior dinamismo económico destas ilhas.

De acordo com os dados mensais enviados aos parceiros do setor, os matadouros das ilhas das Flores (25,2%) e de São Jorge (21,7%) foram dos que mais contribuíram para esbater a quebra regional de 5,1% no total de bovinos abatidos nos matadouros em 2017.

Relativamente ao consumo local, verificou-se, no último ano, um ligeiro decréscimo (-1,7%), comparando com 2016.

Em matéria de exportação de bovinos, a variação 2016/2017 registou uma redução de 7,7%, apesar do crescimento alcançado nos matadouros das Flores (83,6%), São Jorge (37,4%) e Faial (7,7%).

Os Açores produzem carne de grande qualidade em resultado do esforço dos empresários agrícolas e dos investimentos públicos realizados em infraestruturas de apoio à fileira, nomeadamente a construção de uma nova e moderna Rede Regional de Abate.

O investimento já realizado e em curso na Rede Regional de Abate, a par dos mecanismos de apoio ao abrigo do POSEI, impulsionaram o setor da carne para novos níveis de competitividade, estimulando mais os abates no arquipélago e a exportação de carcaças e de carne já embalada.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*