2017 foi um ano de ouro para a patinagem micaelense

Num ano de ouro para a patinagem micaelense, ano em que a Associação de Patinagem de Ponta Delgada alterou a sua denominação para Associação de Patinagem de São Miguel, ano em que mais um dos projetos presidido por José Raimundo atingiu o objetivo pretendido, ano em que pela primeira vez na história da Patinagem Artística Açoriana teve a participação de um atleta no Campeonato do Mundo nos World Roller Games, o atleta Daniel Moniz do Clube de Patinagem de Santa Cruz, para além das diversas medalhas conquistadas pela Patinagem Artística e o Pleno nos Regionais de Hóquei Patins.

Depois de muito investimento nos últimos anos no apoio aos clubes em 50% das inscrições, no Gabinete Médico na imagem e formação, são cerca de 25 mil euros por ano, mas que sem dúvida valeu pelo crescimento da modalidade, atualmente somos 11 clubes em 3 concelhos da ilha de São Miguel (Ponta Delgada, Lagoa e Ribeira Grande) somos 567 atletas numa modalidade em que todos nos sabemos que não é de todo barata.

Em jeito de balanço e com base em várias estatísticas no seu todo a Patinagem Micaelense continua na moda, aumentou o seu número de atletas, passamos de 550 atletas para 567 o maior de sempre na Patinagem Micaelense, divididos pelas seguintes disciplinas, Hóquei em Patins 132, Patinagem Artística 399, Patinagem de Velocidade 27 atletas e Skate 9 Atletas.

Na Patinagem Artística foi registado um decréscimo de 4 atletas, passamos de 403 atletas para 399, apesar do decréscimo minino a Patinagem Artística continua com uma forte divulgação e há boas perspetivas para o aparecimento de novos projetos noutros concelhos.

Comparando com a época anterior o Hóquei em Patins aumentou em 11 atletas passamos de 121 para 132 atletas, este aumento dá-se devido ao aparecimento do Hóquei Feminino, nesta especialidade para termos um crescimento mais significativo é urgente mais pavilhões adequados para a prática desta especialidade, só assim podemos aumentar o nº Clubes para a prática do Hóquei em Patins. Para termos uma ideia devido a grande ocupação do pavilhão Sidónio Serpa os próprios clubes existentes utilizem a mesma hora de treino para dois escalões o que é muito pouco para se realizar um trabalho de qualidade e quantidade na Formação no entanto nesta nova época 2017/2018 já ultrapassamos estes números com mais o aparecimento de uma equipa de Hóquei Feminino.

Na Patinagem de Velocidade, registou-se um pequeno aumento dos atletas inscritos ou seja de 26 atletas passamos para 27.

No Skate fomos o primeiro Clube Filiado na Federação Patinagem de Portugal através do Azores Radical Clube com 9 atletas Inscritos, nesta nova especialidade estamos a trabalhar para reunir condições ao nível de Juízes e treinadores, estando já agendados para o próximo ano os respetivos Cursos de forma a regularizar a modalidade do Skate.

No que diz respeito a nº de atletas por Clube, regista-se o seguinte Ranking;
– Clube de Patinagem de Santa Cuz – 93 Atletas – Patinagem Artística
– Escola de Patinagem de Ponta Delgada – 91 Atletas – Patinagem Artística
– Hóquei Clube de PDL – 78 Atletas – Hóquei em Patins
– Clube de Patinagem Ribeirgrandense – 71 Atletas – Patinagem Artística
– Clube de Patinagem da Vila de Capelas – 59 Atletas – 32 PA e 27 PV
– Marítimo Sport Clube – 54 Atletas – Hóquei em Patins
– Academia de Patinagem Artística dos Açores – 41 Atletas – Patinagem Artística
– Clube de Patinagem São Vicente – 33 Atletas – Patinagem Artística
– Clube de Patinagem de São Pedro – 21 Atletas – Patinagem Artística
– Clube Desportivo Escolar dos Ginetes – 17 atletas – Patinagem Artística
– Azores Radical Clube – 9 Atletas – Skate

Em relação a prática desportiva concluímos que o sexo Feminino lidera claramente a Patinagem com 416 atletas a praticar as modalidades contra 151 atletas do sexo masculino.

Sendo que por modalidade os dados são os seguintes:
Patinagem Artística – Femininos 377 e 22 Masculinos
Patinagem Velocidade – Femininos 19 e 8 Masculinos
Hóquei e Patins – Femininos 20 e 113 Masculinos
Skate – Masculinos 9.

Com estes números (377) a Patinagem Artística é uma das maiores modalidades em São Miguel com a prática federada no sexo feminino.

No que se refere á prática desportiva por Concelhos, Ponta Delgada lidera com 73% da prática desportiva ou seja com 403 atletas, seguindo-se a Lagoa com 15% (93 Atletas) e Ribeira Grande com 12% (71 atletas).

Em relação a atletas por escalão e no total das três especialidades da Patinagem, Conclui-se que o Escalão de Benjamins lidera com (126) Atletas, seguindo-se por esta ordem Infantis (120), Iniciados (91), Iniciação (65), Cadetes (48), Seniores (37), Juniores (36) e Juvenis (35).

Por disciplina / Escalão concluímos o seguinte: Hóquei em Patins – Seniores (24 Atletas), Iniciados (23), Benjamins (22), Juvenis (21), (20) em Infantis e Juniores e (2) em Iniciação).

Patinagem Artística – Benjamins (103 Atletas), Infantis (93), Iniciados (66), Iniciação (63), Cadetes (41), Juvenis (14), Juniores (13) e (6) Seniores.

Patinagem de Velocidade – Seniores, Cadetes e Infantis (7 Atletas cada), Juniores (3), Iniciados (2), e Benjamins (1).

No Sakte todos os Atletas são do Escalão de Sub 12.

No que se refere a recurso humanos, contamos com 21 treinadores Federados, sendo 13 de Patinagem Artística, 7 de Hóquei em Patins e 1 de Patinagem Velocidade.

O conselho de arbitragem conta com 90 Árbitros /Juízes, sendo 66 Juízes/ Calculadores de Patinagem Artística, 13 Árbitros de Hóquei em Patins e 11 Juízes de Patinagem de Velocidade.

A nível de Dirigentes Federados, são 26 no total, sendo 15 do Hóquei em Patins, 10 da Patinagem Artística e 1 da Patinagem de Velocidade.

DL/APSM

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*