Comissário Europeu da Agricultura manifesta vontade de visitar os Açores em 2018

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, renovou, esta segunda-feira, dia 18 de dezembro, pessoalmente em Bruxelas, em nome do Governo dos Açores, o convite ao Comissário Europeu da Agricultura, Phil Hogan, para visitar os Açores, o que poderá vir a ocorrer em 2018.

“Tive a oportunidade de cumprimentar o Comissário Europeu da Agricultura e renovar, em nome do Governo dos Açores, o convite para se deslocar ao arquipélago. Phil Hogan manifestou vontade de concretizar esta visita em 2018”, afirmou João Ponte, que participa hoje e amanhã na conferência internacional sobre o futuro da alimentação e da agricultura, em Bruxelas.

Para o governante açoriano trata-se de uma deslocação de “grande importância” para os Açores, enquanto região Ultraperiférica, uma vez que permitirá ao Comissário Europeu da Agricultura ver “in loco o progresso registado no setor, mas simultaneamente as dificuldades e desafios” que se deparam os agricultores açorianos, nomeadamente ao nível climático, dimensão das explorações, distância aos mercados e dispersão geográfica.

“Paralelamente Phil Hogan vai poder perceber no terreno a atenção que os Açores dão às questões ambientais e do bem-estar animal”, salientou João Ponte, que durante a troca de cumprimentos com o Comissário Europeu estava acompanha pelo Coordenador do Gabinete de Representação da Região Autónoma dos Açores em Bruxelas, Frederico Cardigos.

Segundo o executivo regional, Phil Hogan marcou hoje presença na abertura da terceira edição desta conferência anual, cujo primeiro dia será dedicado ao debate sobe a modernização e simplificação da Política Agrícola Comum (PAC), enquanto o segundo centrar-se-á na análise do mais recente relatório de perspetivas até 2030, sobre os mercados dos produtos lácteos, carne e culturas para os próximos anos.

A comitiva açoriana é liderada pelo Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, que está acompanhado pelo Diretor Regional do Desenvolvimento Rural, Fernando Sousa e pelo presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita.

Na agenda das preocupações dos representantes dos Açores está a necessidade de se assegurar uma transição tranquila entre quadros comunitários de apoio, um orçamento compatível, que permita responder aos desafios da agricultura sustentável e que garante rendimentos justos aos agricultores, bem como uma distribuição justa de rendimentos na cadeia alimentar.

Por outro lado, João Ponte defendeu que é preciso manter a proteção das regiões ultraperiféricas, como os Açores, nos acordos comerciais internacionais, como é o caso do Mercosul, que está neste momento em negociação.

O governante açoriano destacou que os Açores aplaudem a intenção da Comissão Europeia de simplificação da próxima Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020, embora ainda se desconheça as metas que serão definidas em termos ambientais e de convergência sócio económica.

“A região está disposta a aceitar mais responsabilidade na gestão dos próximos fundos, pois estando mais próxima dos agricultores poderá dar melhor respostas aos seus desafios e necessidades”, afirmou João Ponte.

O rejuvenescimento do setor e a saída digna dos agricultores com idades mais avançadas são outras das preocupações da comitiva açoriana.

Participam nesta conferência internacional instituições da União Europeia, governos e organizações internacionais, assim como especialistas em mercados, académicos e sociedade civil.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*