Escola Secundária recebeu sessão de Educação Política e para a Cidadania

O auditório da Escola Secundária de Lagoa recebeu a segunda Sessão de Educação Política e para a Cidadania, numa organização da área de Educação e Cultura da Câmara Municipal de Lagoa, em colaboração com esta escola.

A AIPA – Associação dos Imigrantes nos Açores foi a associação convidada, e teve como orador o seu vice-presidente, Dr. Leoter Viegas. Os alunos do 12.º ano, de duas turmas de Animação Sócio-cultural, ouviram a intervenção deste orador que falou sobre a temática ” Papel da AIPA no processo de acolhimento e integração de migrantes”.

Segundo uma nota de imprensa enviada às redações, numa breve nota introdutória, Igor França, coordenador de Educação e Cultura da edilidade, dedicou algumas palavras a questões de carácter cívico salientando que os açorianos, enquanto povo de emigrantes, têm uma tradição de contactos com outros povos, e uma responsabilidade acrescida em receber bem os imigrantes que escolheram a nossa terra para viver. Referiu ainda outras razões que justificam o acolhimento, destacando as de carácter humanitário, e o envelhecimento da nossa população que justifica a entrada de “sangue novo”. Terminou defendendo que a integração é a melhor forma de preservar a nossa cultura e de combater as intolerâncias e extremismos, nomeadamente os de carácter religioso, que infelizmente caracterizam a contemporaneidade.

Ainda segundo a mesma nota, durante a sua intervenção Leoter Viegas focou-se, essencialmente, em dar a conhecer a missão e objectivos daquela associação e a sua intervenção ao longo dos últimos 14 anos junto dos estrangeiros nos Açores. Revelou os números da imigração nos Açores e as respectivas nacionalidades – 76 – e a sua flutuação ao longo dos últimos 17 anos. Sensibilizou os alunos para a diferença entre interculturalismo e multiculturalismo, defendendo que é a interculturalidade que incentiva uma verdadeira integração dos imigrantes. O palestrante terminou apresentando as actividades desenvolvidas pela AIPA, das quais constam diversas publicações e festivais.

Uma nota da autarquia recorda que esta foi a segunda de um conjunto de dez sessões, adiantando que “com estas sessões de educação não-formal a autarquia prossegue o seu projecto de promoção da cidadania activa das camadas mais jovens, contribuindo para a construção de uma sociedade mais crítica, exigente e democrática”.

DL/CML

Categorias: Educação, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*