Aprovada proposta do PS e do BE que promove bem-estar animal

Foi aprovada por unanimidade, esta terça-feira, dia 13 de dezembro, uma proposta apresentada pelos Grupos Parlamentares do Partido Socialista e do Bloco de Esquerda que visa, em articulação com as associações regionais de proteção de animais, a colocação de microchips em cães, registo na respetiva base de dados e esterilização, além de apoios para alimentação e tratamentos veterinários diversos.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, a proposta tinha sido inicialmente apresentada pelo Partido Socialista. No entanto, numa atitude que visou a melhoraria do documento, trabalhou em conjunto com o Bloco de Esquerda, acabando por entregar um novo documento, com as pretensões comuns dos dois partidos.

“Houve um esforço desta maioria para estar nesta causa com aqueles que estão de facto empenhados nesta luta. Foi o esforço que esta maioria fez para tornar comum uma iniciativa que era de origem nossa. Esse esforço ninguém nos tira”, afirmou o líder parlamentar do PS/Açores.

De acordo com André Bradford, tudo foi feito para que o PS não fosse o único nesta luta. “Em nome do Grupo Parlamentar do Partido Socialista fico muito agradado que as nossas iniciativas sejam aprovadas por unanimidade. Fico ainda mais satisfeito por a nossa iniciativa ser subscrita por outro partido, e ser agora uma iniciativa conjunta”, clarificou.

Sobre o projeto em questão, a deputada socialista Renata Correia Botelho adiantou que se trata de um diploma que vem no “sentido de melhorar o bem-estar animal, acreditando que este é o caminho a seguir para conseguir chegar ao almejado objetivo de acabar com o abate dos animais nos canis da Região”.

“Não pretendemos, de todo, desresponsabilizar as autarquias. Não é esse o objetivo. As autarquias têm de cumprir com as suas obrigações mas entendemos que devemos recomendar ao Governo Regional para que este dê também o seu contributo para que em conjunto consigamos chegar ao fim dos abates”, explicou ainda Renata Correia Botelho.

A deputada socialista terminou com um agradecimento às associações que trabalham nesta área, reconhecendo que “têm cumprido um desígnio e um dever civilizacional que nos compete a todos”.

DL/GPPS

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*