Igreja católica assinalou o início de um novo ano no seu calendário litúrgico

A Igreja Católica assinalou, este domingo, dia 3 de dezembro, o início de um novo ano no seu calendário litúrgico, com o chamado tempo do Advento, compreendendo os quatro domingos anteriores ao Natal.

As manifestações do Advento, palavra de origem latina que significa “vinda” ou “chegada”, expressam-se na coroa de ramos verdes com quatro velas, que se acendem aos domingos, bem como na armação do presépio, entre outras práticas.

As três primeiras semanas, que recordam especialmente a segunda vinda de Cristo à Terra, tornam o Advento num tempo penitencial marcado pelo convite à vigilância, arrependimento e reconciliação com Deus.

A partir de 17 de dezembro a liturgia adventícia, pautada pela cor roxa, acentua a festa do nascimento de Jesus, o Natal, que os católicos assinalam a 25 de dezembro.

As leituras bíblicas proclamadas nas missas evidenciam as figuras bíblicas do profeta Isaías, de João Batista, precursor de Cristo, e de Maria, mãe de Jesus.

Este tempo litúrgico é particularmente vivido nos Açores com as famílias e os poderes públicos a sublinhar a importância do Natal com caminhadas e iniciativas diversas que fazem deste período um tempo diferente.

O Serviço Diocesano da Catequese e Evangelização propõe às famílias a criação de um “santuário doméstico” que no fundo não é mais do que um local de encontro dentro de casa onde, pelo menos uma vez por semana, se reúne a família para rezar em conjunto a partir das leituras do Advento, Natal até à Epifania do Senhor.

DL/IA

Categorias: Religião

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*