Governo estrutura políticas para potenciar novo ciclo de desenvolvimento na Região

O Presidente do Governo dos Açores garantiu que o Executivo se apresenta inconformado face ao novo ciclo que se verifica na Região e anunciou uma série de medidas e políticas destinadas a reforçar o crescimento estrutural e o desenvolvimento no próximo ano.

Segundo Vasco Cordeiro, que falava no encerramento do debate parlamentar das propostas de Plano e Orçamento para 2018,  estas propostas chegaram à Assembleia “sob o signo de um novo ciclo de crescimento e de desenvolvimento”, como provam indicadores nas mais variadas áreas, caso do desemprego que, no primeiro trimestre de 2014, se situava acima da média nacional e era dos mais altos do país.

O Presidente do Governo sublinhou ainda outros indicadores deste crescimento, caso do Turismo, que, face a 2012, demonstram que os Açores se aproximam do dobro no número de dormidas, cerca de dois milhões, enquanto os proveitos já ultrapassaram os 73 milhões de euros.

Nesse sentido, Vasco Cordeiro anunciou o início, em 2018, da construção, em várias ilhas da Região, de mais de 100 fogos a rendas acessíveis destinados a contribuir para a satisfação das necessidades de habitação, desde logo, de casais jovens, assim como a criação, na ilha de São Miguel, nos próximos dois anos, de mais 100 vagas em lares de idosos, metade das quais deverão estar disponíveis já em 2018.

O alargamento do sistema do passe social às ilhas de São Maria, São Jorge, Graciosa, Faial, Pico e Flores, durante o 1.º trimestre de 2018, medida que permitirá reduzir o custo da utilização do transporte coletivo público de passageiros nessas ilhas, é mais um exemplo dessa consciência e desse trabalho, destacou o Presidente do Governo.

Na sua intervenção final, Vasco Cordeiro adiantou, também, que vai ser criado um Serviço de Proximidade e Acompanhamento das Explorações Leiteiras, que passa pela disponibilização de equipas multidisciplinares para acompanhamento, no terreno, das explorações leiteiras da Região, designadamente ao nível da gestão, sanidade e bem-estar animal, do melhoramento genético, da qualidade do leite, da qualidade e acondicionamento das silagens de milho e erva e do maneio animal e das pastagens.

Segundo disse, passada uma fase de verdadeira emergência, em que a prioridade foi a criação e a manutenção de emprego, “passamos a uma nova fase em que adicionámos, com importância crescente, uma prioridade mais estratégica e mais estrutural: a da qualidade do emprego”.

O Presidente do Executivo referiu também a relevância dos transportes marítimos para potenciar o mercado interno regional.

Perante os deputados regionais, Vasco Cordeiro adiantou ainda que o Governo dos Açores vai, já a partir do próximo ano, disponibilizar aos jovens açorianos a Plataforma de Voluntariado Jovem, uma iniciativa desenvolvida em parceria com as instituições particulares de solidariedade social, e que visa aumentar a participação dos jovens em atividades de voluntariado, reforçando, também, a participação cívica da juventude no desígnio comum de uns Açores mais coesos e mais solidários.

Por outro lado, a integração plena dos Açores nos projetos do Atlantic International Research Center, a sedear na ilha Terceira, ou do Observatório do Atlântico, a sedear na ilha do Faial, são, igualmente, exemplos de como este novo ciclo se pretende também realizar com a construção de novas oportunidades de desenvolvimento alicerçadas no Conhecimento e na Inovação em matérias, como o Mar, o Clima, a Vulcanologia ou o Espaço, áreas em que a Região tem já uma posição que a cada dia se fortalece e consolida, salientou.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*