Vasco Cordeiro defende exigência de resultados como “requisito inalienável” no novo ciclo de desenvolvimento

A actuação do Governo dos Açores neste novo ciclo de desenvolvimento que se está a iniciar na Região vai ser pautada pela exigência de procedimentos e de resultados, anunciou Vasco Cordeiro, ao salientar que ninguém estará isento deste “requisito inalienável”.

No encerramento do debate parlamentar sobre as propostas de Plano de Investimentos e de Orçamento para 2018, o Presidente do Governo salientou que a credibilidade destas propostas apresentadas à Assembleia Legislativa reside no trajeto de recuperação económica e na melhoria, progressiva e constante, de diversos indicadores na Região.

“Com efeito, é também esta a leitura que fazemos dos resultados até aqui alcançados: da mesma forma que conseguimos, no passado recente, esses resultados, nos mais variados setores da nossa vivência coletiva, este Plano e este Orçamento permitem-nos, com credibilidade e com rigor, ambicionar, realizar e concretizar no futuro as políticas, medidas e ações que o consolidem e ampliem em benefício dos Açorianos”, afirmou.

De acordo com o Presidente do Governo, os investimentos que o Executivo pretende concretizar no próximo ano não foram definidos à porta fechada, num qualquer gabinete da administração.

Nesse sentido, Vasco Cordeiro recordou que, logo no início do processo de definição das propostas, o Governo convidou os partidos políticos com representação parlamentar, as centrais sindicais e as instituições representativas de setores e atividades, como a Federação Agrícola ou a Federação de Pescas dos Açores, a partilharem a sua visão, as orientações estratégicas que consideravam, ou consideram, que os Açores devem prosseguir e as medidas concretas ou os investimentos específicos que entendiam deverem ser realizados.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*