Deputados socialistas congratulam-se com Resolução do Governo para instalação do Observatório do Atlântico nos Açores

Os deputados socialistas eleitos pelos Açores, Carlos César, Lara Martinho e João Castro, congratularam-se hoje com a resolução do Conselho de Ministros, publicada em Diário da República, para a instalação do Observatório do Atlântico na ilha do Faial, nos Açores.

A concretização do Centro de Observação Oceânica nos Açores, a funcionar na dependência da Ministra do Mar, é uma medida já contemplada no Programa de Governo do Partido Socialista, no âmbito do desígnio nacional de valorização da posição estratégica de Portugal no Atlântico, que vem corresponder a uma revindicação antiga dos socialistas açorianos sobre a necessidade da constituição e regulamentação de reservas marinhas protegidas com vista à preservação dos recursos biológicos.

O Observatório do Atlântico visa, entre outros objetivos, dinamizar atividades de referência internacional nas áreas de investigação marítima, estimular e promover projetos de âmbito internacional relacionados com o “conhecimento sobre o Atlântico e os processos geradores de recursos vivos e não vivos”, bem como dinamizar atividades de formação avançada especializada em colaboração com instituições de ensino superior, nomeadamente a Universidade dos Açores.

O novo organismo funcionará em coordenação com a agenda «Interações Atlânticas» e o «Centro Internacional de Investigação do Atlântico — AIR Centre (Atlantic International Research Centre)», dinamizado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I. P.(FCT, I. P.), e promovido pelo Governo, em estreita cooperação internacional para o reforço do conhecimento sobre as interações espaço -clima -oceano através da cooperação norte -sul/sul -norte.

Para os deputados açorianos, o estabelecimento de um Centro de Observação Oceânica nos Açores constitui um passo muito importante para uma gestão partilhada e descentralizada dos processos relacionados com a Zona Económica Exclusiva (ZEE), destacando ainda o deputado João Castro a sua importância “inclusive em relação à extensão da plataforma continental, sendo também uma forma de atrair investimento e dinamizar o emprego qualificado na nossa Região”.

DL/PS

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*